Notícia

Goiânia realizará mutirão para a alteração de registro de prenome e gênero das Pessoas Trans

Para participar as interessadas e interessados devem apresentar as certidões originais e cópias de nascimento ou casamento atualizadas, além da carteira de identidade, CPF, e comprovante de endereço

A Prefeitura de Goiânia realiza nas próximas terça-feira, 18 e quarta, 19, um mutirão para auxiliar as pessoas trans que querem alterar prenome e gênero no registro civil. A ação acontece na Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA), situada na Rua 99, 66, Setor Sul, entre 08h e 17h.  

Para participar do mutirão de retificação de documentos, as interessadas e interessados devem apresentar as certidões originais e cópias de nascimento ou casamento atualizadas, além da carteira de identidade, CPF, e comprovante de endereço. Em 2019, foram retificados 133 prenomes na primeira edição. 

O atendimento é gratuito. O mutirão é realizado pela SMDHPA, por meio da superintendência LGBT com apoio da Defensoria Pública do Estado de Goiás e da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), que disponibilizará vagas no atendimento odontológico na rede municipal. “A retificação do nome de registro para pessoas trans é o primeiro passo para uma vida plena de uma comunidade historicamente marginalizada, visibilidade e oportunidade”, destaca o superintendente Victor Hipólito.

Segundo o ativista militante John Maia, que também realiza um trabalho só com a população trans, várias parcerias são realizadas com os direitos humanos de Goiânia, incluindo o primeiro natal da diversidade para a população de rua. “O primeiro evento foi algo incrível, que nunca aconteceu em Goiânia. Foi um marco e esse segundo mutirão feito para a população trans é importante por se tratar de uma população invisível para muitos, mas que agora terão dignidade”, defende.

Para o secretário de Direitos Humanos, Filemon Pereira, será mais uma ação concreta realizada pela atual gestão e que soma a outras que a prefeitura desenvolve. “Apesar de em muitos temas sermos o meio para articular políticas voltadas aos públicos em vulnerabilidade, em vários casos como este e outros como a Central de Libras, inaugurada em 2018, a conferência da Igualdade Racial e ações para Juventude em que conseguimos atingir a ponta no que tange os projetos de inclusão”, esclarece.

Ações desenvolvidas

Retificação do Prenome (População Trans)

Orientação Jurídica

Orientação Odontológica (Higiene Bucal, Distribuição de Kits Bucal e marcação de consulta odontológica para população trans).

Confecção de Carteira de Identidade para população Trans.

Testagem rápida de HIV

Aferição de Pressão

EMC (Índice de massa corpórea)

Tipagem Sanguínea

Related Articles

Close