Quinta, 25 de Fevereiro de 2021
25 de Fevereiro de 2021

ACIRLAG pede descentralização do Sistema Prisional de Aparecida de Goiânia

Não é de agora que Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida de Goiânia ( ACIRLAG), juntamente com outras entidades e autoridades do município ,defendem a descentralização do Sistema Prisional em Aparecidade Goiânia. Esse debate ganhou ainda mais força depois que o governo do estado anunciou a ampliação e reforma da Penitenciaria Odeni Guimarães (POG), que faz parte do complexo carcerário de Aparecida.
Na semana passada foi realizada a Operação Kaizen, que transferiu 1.133 detentos. A divisão foi feita de forma estratégica entre todas as regionais que compõem a estrutura organizacional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária.
A transferência dos custodiados da POG teve como principal objetivo a desocupação de uma área para que seja feita reforma e adequação das instalações do presídio, que foi construído na década de 1960. As intervenções serão feitas nos telhados, na rede elétrica e hidráulica, além da estrutura arquitetônica do presídio.
Para o presidente da ACIRLAG, Maione Padeiro ao invés dessa reforma, esse é o momento do se repensar uma forma de descentralizar o sistema prisional de Aparecida. “Nossa cidade já deu sua colaboração neste sentido, nestes anos todos ficamos apenas com esse ônus, está na hora de levar esse sistema prisional para outras regiões do estado, não é justo que Aparecida receba sozinha condenados de todas as regiões do estado”, defende Maione.
Ele lembra ainda que a região onde está a POG tem importantes polos industrias como o Dimag, Daiag, All Park, Global Park ,o José de Alencar e vai receber o aeroporto executivo e UFG, e que portanto não pode se ver refém de uma super população carcerária como vizinha. “É uma região que merece uma atenção melhor e não novos presos, queremos é mais empresas, empregos e segurança”, acrescentou o presidente.
Com a criação do Fórum Empresarial de Aparecida a pauta é um dos alvos do colegiado, que espera uma maior sensibilidade por parte do Governo Estadual para que reduza o sistema carcerário de Aparecida.

Compartilhe este post: