Terça, 21 de Setembro de 2021
21 de Setembro de 2021
Publicidade

Aécio diz que se absteve em votação da PEC do voto impresso porque quer recuperar o tema após 2022

CAMILA MATTOSO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O deputado Aécio Neves (PSDB-MG) afirma que se absteve na votação da PEC do voto impresso nesta terça-feira (10) porque pretende retomar o tema após 2022.

A despeito de o PSDB ter orientado votação contrária à PEC, 14 deputados tucanos foram favoráveis, 12 foram contrários e 5 se ausentaram. O ex-governador de Minas Gerais foi o único a se abster.

Aécio diz que o PSDB se equivocou ao fechar questão contra a PEC e ele quis demarcar sua posição.

“Sou a favor do voto auditável como fui no passado, mas o presidente inviabilizou aprovarmos qualquer avanço agora. Minha posição é uma sinalização de que pretendo trazer de volta esse tema após 2022”, afirma o tucano à reportagem.

“A discussão se apequenou. Meu voto significa: nem a favor agora, já que significaria dar uma vitória a ele [Bolsonaro], e nem contra, como se as urnas não pudessem evoluir”, acrescenta Aécio.

Compartilhe este post: