Sábado, 08 de Maio de 2021
08 de Maio de 2021
Publicidade

Aeroporto executivo de Aparecida já foi lançado três vezes, e nada

Aeroporto executivo já teve 3 datas para o início da construção, mas continua no papel e agora está sendo prometido para começar em abril próximo

Um projeto cantado em prosa e verso como revolucionário, representando um investimento calculado em mais de R$ 100 milhões, o Antares Polo Aeronáutico de Aparecida que já foi lançado três vezes, não deu um único passo concreto e prepara-se para ser novamente anunciado, com um evento previsto para 21 de abril próximo, quando, garante o consórcio responsável, a obra será iniciada.

O Antares Polo Aeronáutico é uma espécie de sonho dourado para qualquer município brasileiro. O projeto inclui a construção de um aeroporto executivo e de mais uma série de instalações comerciais, proporcionando em tese uma grande oportunidade de negócios para empresários e investidores, em uma área de 234 mil metros quadrados ao lado do All Park e próximo às BR-153, em Aparecida.

Não há nada de concreto, contudo, o primeiro lançamento se deu com uma grande festa em 2016, último ano da gestão do então prefeito Maguito Vilela (MDB). O seu sucessor, Gustavo Mendanha (também MDB), relançou o polo com outra festa em outubro de 2020, quando não foi feita nenhuma alusão à apresentação anterior e o projeto apresentado como novidade. Agora, tudo vai se repetir, com um novo evento para anunciar o que já está anunciado e já sabido de sobra, embora sem nada de real até agora.

Faltando 16 dias para encerrar o seu 2º mandato como prefeito de Aparecida, Maguito Vilela participou de uma solenidade na sede da Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia – ACIAG, quando ele mesmo avisou que as obras começariam no final de 2017, com previsão para conclusão e início de operações em 2020. Não deu em nada.

Em 23 de junho de 2018, o Antares Polo Aeronáutico foi reapresentado, em um evento liderado pelo prefeito Gustavo Mendanha – que chegou a sobrevoar a área, ao lado do ex-prefeito Maguito e do então prefeito de Goiânia Iris Rezende, a bordo de um helicóptero. A data para o início das obras, na ocasião, foi marcada para março de 2021. Não aconteceu.

Por fim,em agosto de 2020, já sob efeito das medidas de prevenção sanitária diante da Covid-19, foi promovido um evento online para mais uma vez apresentar a obra, com a participação do prefeito Gustavo Mendanha. Ele defendeu o projeto, argumentando: “Será muito importante não só para a cidade, mas também para toda região metropolitana e o Estado de Goiás. Vai facilitar a vida das pessoas que querem transitar entre os municípios, principalmente para utilização da aviação executiva, o que vai trazer uma série de oportunidades”. E marcou para março de 2021 o começo da obra, que agora foi transferido para 21 de abril, com um novo evento.

Da Redação

Compartilhe este post: