Aparecidadestaques

Aparecida registra queda de 30% nos homicídios em 2021

Levantamento realizado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO) revela que Aparecida de Goiânia registrou queda de pelo menos 30% nos crimes de homicídio no primeiro trimestre de 2021. Embora sem números específicos sobre a quantidade de ocorrência desse tipo, o levantamento foi repassado pelo titular da SSP-GO, Rodney Miranda, ao Diário de Aparecida. De acordo com ele, não houve registro de latrocínio (roubo seguido de morte) no município no primeiro trimestre deste ano. Em números gerais, houve queda de cerca de 50% nos registros de crimes violentos na cidade.
A queda de homicídios em Aparecida de Goiânia, segundo o secretário, é sequencial e se somada à registrada em 2019 ultrapassa os 30%. No entanto, não apresentou os dados sobre a ocorrência. Já para roubo a veículos, a queda registrada foi de 45% no primeiro trimestre de 2021 em comparação com o mesmo período de 2020. O roubo a residências tem registro de queda de 60% em Aparecida, ainda segundo o secretário.
Rodney Miranda argumenta que não apresenta números específicos sobre municípios, pois pode estigmatizá-los. Os dados disponibilizados para consulta pela pasta englobam crimes violentos letais intencionais, crimes contra o patrimônio, crimes tentados, violência contra a mulher e produtividade. No entanto, todos, de forma geral, sem especificar os municípios.
A pasta registrou entre janeiro e março, por exemplo, 323 homicídios; sete latrocínios; 532 roubos a veículos; 278 roubos a residências. Segundo os números do Atlas da Violência – Retrato dos Municípios Brasileiros 2019, Aparecida registrou 60,4 mortes para cada 100 mil habitantes, sendo, dessa forma, a cidade da região metropolitana com maior registro de mortes violentas. Em seguida vem Trindade (57,7), Senador Canedo (48,4) e Goiânia (40,7).
Apesar de os números serem satisfatórios, Miranda frisou ao DA que ainda não é o momento de comemorar, mas de mostrar o trabalho desenvolvido pelo Estado. “Nós estamos acompanhando a onda de redução de índices em todos os 246 municípios de Goiás e Aparecida tem um destaque muito importante. Tivemos na região metropolitana cerca de 30 a 40 roubos e furtos de veículos por dia. Hoje temos em média 5 a 6 roubos e furtos por dia no Estado de Goiás. Os números em Aparecida são bons. Não é indicativo para comemorar, mas para mostrar o que tem sido bem realizado”, disse.
O secretário Rodney Miranda destaca as ações realizadas que levaram à redução de queda no registro de crimes violentos em Aparecida de Goiânia. “Em primeiro lugar temos que destacar o apoio do governador Ronaldo Caiado em nossas ações. Hoje temos total liberdade para trabalhar. Logicamente, estamos limitados ao que a lei manda. Outro ponto é a integração efetiva entre as forças de segurança. Não só as estaduais, mas as federais e municipais, sem vaidade. Nós temos um objetivo em comum: combater a violência. Nosso objetivo é visar a melhoria da qualidade de vida da população. Em terceiro são as parcerias que temos com o Ministério Público e estamos avançando em todos os setores.”
Além dessas parcerias, Rodney ressaltou a contribuição do município no sistema prisional. “Estamos investindo no controle do sistema prisional. Esse ônus que Aparecida suporta está dando resultado no sentido de termos uma segurança cada dia melhor, porque, sem esse controle do sistema prisional, dificilmente terá o controle nas ruas.”
Para ele, as “amarras políticas” das gestões passadas atrapalhavam o rendimento dos profissionais da Segurança Pública de Goiás, o que hoje em dia o governador Ronaldo Caiado incentiva a integração e técnica por parte dos mesmos. “Hoje a segurança é baseada em técnica, em números e planejamento, baseada em ação. Antigamente a politicagem era o que imperava. Hoje soltamos as amarras políticas dos nossos profissionais. Inclusive, estamos com número menor de contingente; por exemplo, na Polícia Militar, mais de 1.500 foram para reserva e mesmo assim estamos mantendo o trabalho com inteligência e integração. Estamos entregando viaturas. Temos trabalhos relevantes a serem feitos nos próximos meses.”

Sala Lilás
Aparecida de Goiânia conta, desde outubro do ano passado, com uma Sala Lilás, localizada na Polícia Técnico-Científica do município. Um espaço exclusivo e humanizado para exames de corpo de delito e atendimento às mulheres vítimas de violência. A sala é mais um fruto do Pacto Goiano pelo Fim da Violência Doméstica. O local de 40 metros quadrados dispõe de estrutura organizacional semelhante à de Goiânia, que entrou em funcionamento em 2019. Visa garantir atendimento de forma qualitativa a todas as mulheres e crianças vítimas de violência e evitar a revitimização.
O atendimento na unidade de Aparecida ocorre de forma multidisciplinar, com enfermeiras, psicólogas e assistentes sociais.

Você pode se interessar:

Comments are closed.

Mais em:Aparecida