Terça, 21 de Setembro de 2021
21 de Setembro de 2021
Publicidade

Aprovação popular leva partidos ao palanque de Caiado à reeleição em 2022

Com popularidade crescente, segundo pesquisas, Ronaldo Caiado (DEM/foto) amplia o leque de apoio de partidos ao projeto de reeleição em 2022. Com a gestão sob controle – pagamento em dia dos servidores, obras em todas as áreas –, o governador passou a ser o “objeto de desejo” de quem gostaria de conquistar mandatos eletivos, principalmente de senador, deputados federal e estadual.

Só observou
O governador Ronaldo Caiado (DEM) não compareceu a nenhuma manifestação antidemocrática organizada por bolsonaristas, no dia 7 de Setembro, em Goiânia.

2022 é agora
Pelos atos de 7 de Setembro em todo o País, uma constatação: o debate sobre as eleições do ano que vem está antecipado e mexe com as emoções dos brasileiros.

No páreo
Apesar de o MDB desejar Daniel Vilela, Lincoln Tejota (Cidadania) e Lissauer Vieira (PSB) ainda têm esperanças de conquistar a vaga de vice na chapa majoritária de Ronaldo Caiado.

Última tentativa
Daniel Vilela e Gustavo Mendanha tentam definir regras para consulta no MDB, cujo resultado deverá ser acatado pelo perdedor.

Dilema do MDB
O MDB pretende ouvir os seus membros, em outubro, sobre qual rumo tomar em relação às eleições de 2022: aliança com o DEM de Ronaldo Caiado ou candidatura própria à sucessão estadual.

Intermediários
Ex-deputado Euler de Morais e o deputado estadual Paulo Cezar Martins deram o primeiro passo em busca de regras que possam pacificar o MDB goiano.

Incógnita
Com uma vaga disponível na chapa majoritária, Ronaldo Caiado vive um drama: quem escolher entre os aliados? Estão na fila Henrique Meirelles (PSD), João Campos (Republicanos) e Alexandre Baldy (Progressistas).

Partido
O Partido da Segurança Privada (PSP) anunciou a composição do seu diretório regional em Goiás e se prepara para disputar as eleições do ano que vem.

Partido II
Liderado nacionalmente por Kelson Renato Ribeiro, o partido será presidido no Estado por Wanduir José de Sousa, conhecido como instrutor Alemão, e terá como vice-presidente o bombeiro civil Ezízio Filho, filho do advogado Ezízio Barbosa.

Partido III
Lançado em 1973, o PSP tem como bandeira principal a segurança privada patrimonial, mas não se reconhece nem como de esquerda nem de direita.

Partido IV
O PSP ainda está em processo final de coleta de assinaturas, mas a formação do diretório em Goiás já está consolidada.

Partido V
Em Aparecida de Goiânia, 2º maior colégio eleitoral do Estado, o PSP será presidido pelo servidor público Ézio Barbosa (irmão de Ezízio Filho), que recentemente deixou o Patriota.

Vanilson Bueno no páreo por vaga à Alego
O empresário artístico Vanilson Bueno, secretário municipal de Ações Integradas, prepara-se para disputar mandato à Assembleia Legislativa em 2022. Presidente do PSDB aparecidense, ele inicia contatos com lideranças da cidade e vai cumprir rota de viagens ao interior, em busca de apoio eleitoral.

 

RESUMO

O debate sobre alianças partidárias e lançamento de candidaturas majoritárias (governador, vice e senador) foi antecipado em Goiás e agita o meio político.

Presidente do PSD de Goiás, Vilmar Rocha tem esperança de convencer o presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira, a filiar-se ao seu partido e não ao Progressistas.

Presidente do Progressistas de Goiás, Alexandre Baldy formalizou convite ao deputado federal Francisco Jr (PSD) para disputar a reeleição, em 2022, pelo seu partido.

Deputado federal Delegado Waldir, presidente estadual do PSL, acredita que ainda este mês as direções de seu partido e do DEM aprovem a fusão para a disputa às eleições de 2022. Em Goiás, ele adianta, o governador Ronaldo Caiado vai presidir a nova sigla.

Compartilhe este post: