Terça, 20 de Abril de 2021
20 de Abril de 2021
Publicidade

As contas do Goiás para fugir da degola

Esmeraldino tenta a todo custo evitar mais um rebaixamento

Com quatro rebaixamentos em seu currículo (1993, 1998, 2010 e 2015), o Goiás tenta desesperadamente escapar de mais uma degola na sua história. Nos três primeiros descensos a equipe conseguiu voltar no ano subsequente ao rebaixamento, fato que não se repetiu no último em 2015, onde o time só conseguiu o acesso três anos após, em 2018.

O principal temor dos torcedores é que se o rebaixamento se concretize, o subida imediata não ocorra novamente, pois a Série B 2021 pode já ser considerada a mais difícil dos últimos tempos, com os já confirmados times tradicionais do futebol brasileiro como; Cruzeiro/MG, Vitória/BA, Botafogo/RJ, Guarani/SP, além do próprio arquirrival Vila Nova, que com a conquista da terceira divisão nacional, também garantiu vaga na competição. Outros times tradicionais ainda lutam pela sobrevivência na primeira divisão, mas também podem fazer parte da lista citada acima, são os casos de Coritiba/PR, Vasco/RJ, Bahia/BA entre outros.

Lanterna durante quase toda a competição, o alviverde goiano após a troca de comando técnico por três oportunidades ( Ney Franco, Thiago Larghi e Enderson Moreira ), optou pela opção caseira de Augusto César e Glauber Ramos, opção que finalmente surtiu o efeito desejado e a equipe conseguiu alguma reação dentro do certame, deixando de vez a última colocação, e oferecendo condições, faltando apenas três rodadas para o fim, de ainda aspirar forças para a fuga. 

Segundo o matemático Tristão Garcia, do site Infobola, a tarefa não é nada fácil, as chances do Goiás ter mais um rebaixamento chega a 92%, a  porcentagem só não é maior do que a do Botafogo, que já está matematicamente rebaixado e do Coritiba que soma 99% de chances. Faltando três jogos para o desfecho do Brasileirão 2020, não resta outra alternativa para o Verdão, do que ganhar as três partidas e ainda torcer por resultados adversos dos adversários que estão logo à frente.

Muitas trocas de comando técnico, má gestão, eleições presidenciais em pleno campeonato e contratações sem critério são fatores apontados por torcedores pelos insucessos da equipe nesta temporada.

A equipe volta a campo neste sábado, 13, onde enfrenta o já rebaixado Botafogo, às 17 horas, no Estádio da Serrinha, em Goiânia. Dependendo de outros resultados, e caso o Esmeraldino não consiga a vitória, o descenso já pode ser confirmado nesta rodada.

Por: Júnior Schumacher

Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás E.C.

Compartilhe este post: