Domingo, 20 de Junho de 2021
20 de Junho de 2021
Publicidade

Balanço feito pela SMT sobre o Maio Amarelo é preocupante

Mesmo com a campanha e com as restrições sanitárias em função da Covid-19, multas por excesso de velocidade chegam a 76% do total de infrações cometidas no mês

A Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade de Goiânia (SMT) fez um levantamento do fluxo de veículos e número de infrações durante o mês de maio. Mesmo com as restrições de circulação, recomendadas por autoridades sanitárias em função da covid-19 e com a campanha em redes sociais do Maio Amarelo, a redução de veículos nas ruas, hoje, é de apenas 10%. O número de infrações é, praticamente, o mesmo de outros anos, exceto das autuações por excesso de velocidade, que aumentou.

Ainda no mês de março, início da quarentena, Goiânia chegou a ter uma redução de 62% no número de veículos circulando nas ruas da capital. Em abril, esse número caiu para 35% e, atualmente, mesmo sem o retorno das atividades escolares e de todos os setores produtivos, essa redução no fluxo chegou à apenas 10%.

“Mesmo com pandemia, quarentena e campanha Maio Amarelo, o número de infrações cometidas na capital é praticamente o mesmo de anos anteriores. Mas o dado mais preocupante desse levantamento feito pela SMT está relacionado à segurança, pois cresceu o número de infrações por excesso de velocidade, hoje elas representam 76% do total. Diante deste quadro entendemos que devemos reforçar nossas campanhas de educação no trânsito no sentido de alertar os motoristas quanto aos limites de velocidade nas vias, pois apesar da ansiedade e do medo que o quadro de pandemia provoca, é preciso sempre lembrar que o trânsito também pode matar”, afirma Fernando Santana, titular da SMT.

Penalidades

As penalidades por excesso de velocidade, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) são classificadas de três formas: 1- Velocidade superior à máxima em até 20%: multa média, quatro pontos na CNH e R$ 130,16 em multa; 2- Velocidade superior à máxima em mais de 20% e até 50%: infração de trânsito grave, cinco pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 195, 23; 3 – Velocidade superior à máxima em mais de 50%: infração gravíssima, sete pontos na CNH, R$ 293,47 de multa com multiplicador e suspensão do direito de dirigir.

A SMT, em respeito aos decretos estaduais e municipais de prevenção à Covid-19, não realizou ações nas ruas e escolas na edição 2020 da campanha Maio Amarelo. Com o tema “PERCEBA O RISCO. PROTEJA A VIDA”, a campanha deste ano teve como foco em ações nos meios digitais.

“Usamos as redes sociais da Secretaria e da própria Prefeitura com postagens sobre a importância do papel de cada ente que faz o trânsito da capital e os cuidados que devem tomar para a segurança de todos. Também deslocamos agentes da Gerência de Educação e usamos um caminhão em pontos estratégicos da cidade, com mensagens exibidas num painel de LED para chamar a atenção de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres”, comenta Fernando Santana.

 

Compartilhe este post: