Brasildestaques

Bolsonaristas se irritam com Lira, Ciro Nogueira e centrão após derrota do voto impresso na Câmara

CAMILA MATTOSO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Deputados bolsonaristas utilizam a falta de apoio do PP e do PL na votação da PEC do voto impresso para criticar nos bastidores o espaço dado a Jair Bolsonaro a integrantes dos partidos no governo. Nos bastidores, parlamentares reclamam que Arthur Lira (PP-AL), Ciro Nogueira (PP-PI) e o restante do centrão não se esforçaram para aprovar a proposta, uma das principais bandeiras do presidente.

Em discurso no plenário da Câmara na quarta (11), Luiz Lima (PSL-RJ) expôs o descontentamento dos apoiadores e cobrou nominalmente Nogueira e Lira ao citar que 54 parlamentares das siglas votaram contra a proposta do presidente ou se ausentaram.

“Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, cadê sua influência no PP? Por que o senhor não ligou para os seus partidários e orientou sim? Presidente Arthur Lira, o qual apoiamos, PL do governador Cláudio Castro (Rio de Janeiro), que abraça o Garotinho e o presidente, ou é Vasco ou é Flamengo”, disse.

Lima argumentou ainda que os votos eram fundamentais para a aprovação da proposta e a derrota serviu para “mostrar quem está com o governo e quem não está”. O parlamentar pediu que Bolsonaro valorize os deputados que o apoiam e que os têm o voto de “opinião e não de ocasião”.

Embora não deixem de declarar fidelidade ao presidente, os bolsonaristas têm cobrado prioridade aos aliados fiéis e indicado nos bastidores o desconforto com os partidos do centrão no governo.

Você pode se interessar:

Comments are closed.

Mais em:Brasil