Sábado, 24 de Julho de 2021
24 de Julho de 2021
Publicidade

Caiado confirma reabertura do comércio na próxima quarta-feira

“Nós liberaremos dentro de um regramento e não zoneamento”, diz governador, ao informar que festas e aglomerações continuam proibidas

Da Redação

O governador Ronaldo Caiado confirmou na sexta-feira, 26, a reabertura do comércio na próxima quarta-feira, 31. Nesta data, termina o prazo de 14 dias de fechamento de serviços não essenciais, estabelecidos no decreto que está em vigor no Estado desde 17 de março, com revezamento das atividades econômicas. “Na terça-feira, 30, publicaremos o novo decreto, normatizando aquilo que havíamos nos comprometido com a população goiana. Nós liberaremos dentro de um regramento, não de zoneamento”, garantiu o governador.

O anúncio se deu em coletiva de imprensa realizada logo após a chegada da décima remessa de vacinas contra a Covid-19, com 119,2 mil doses enviadas pelo Ministério da Saúde dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI). A medida em vigor restabeleceu o decreto nº 9.653, de 19 de abril de 2020, com a adoção do sistema de revezamento das atividades econômicas organizadas para a produção ou a circulação de bens ou de serviços, que se inicia com 14 dias de suspensão, seguidos por 14 dias de funcionamento, sucessivamente. 

“Com a abertura, dentro de um regramento mínimo, também não vai voltar festa, não vai voltar eventos. Esse processo é extensivo a todo o Estado de Goiás é um decreto que as prefeituras aderiram”, salientou Caiado. O funcionamento das atividades econômicas e não econômicas deve seguir os protocolos expedidos pelas autoridades sanitárias, como uso de máscaras, disponibilização de álcool em gel para funcionários e clientes, manutenção do distanciamento entre pessoas e a proibição de aglomerações.

Mais 94 mil doses da CoronaVac e 25,2 da oxford chegaram a goiás nesta sexta

Da Redação

O Governo de Goiás recebeu, nesta sexta-feira, 26, a décima remessa de vacinas contra Covid-19. As 119,2 mil doses foram enviadas pelo Ministério da Saúde dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI). “A distribuição será feita a partir deste sábado, já guardando também um cronograma agora muito mais complexo, porque teremos que fazer a vacinação da gripe H1N1”, afirmou o governador Ronaldo Caiado. “Isso vai exigir um espaço [de tempo] para que possamos intercalar as vacinas”, complementou, durante coletiva de imprensa, ao lado do titular da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Ismael Alexandrino.

Com esse reforço, o Estado amplia o número de pessoas beneficiadas a partir da redução da faixa etária. A expectativa é de que, em alguns municípios, idosos a partir de 60 anos já possam ter acesso aos imunizantes. Também farão parte do grupo prioritário, a partir deste lote, integrantes das forças de segurança que atuam na linha de frente do combate à pandemia. 

Ismael Alexandrino acredita que o avanço será gradual. “Dentro das próximas duas semanas, a tendência é manter a proporcionalidade. Mas logo Goiás deve receber mais do que as remessas atuais”, frisa o titular da SES. “Quando entrar na segunda semana de abril, é provável que já tenha um quantitativo um pouco mais acelerado”, completou.

“Querendo ou não, já é um avanço. Sentimos que, talvez pelos dias em que conseguimos aumentar o isolamento social, já teve uma queda do número de óbitos, como também de idosos necessitados de UTI [Unidade de Terapia Intensiva]”, comentou o governador. Ele acredita que a tendência é que, terminada a faixa etária dos 60 anos, haja a inclusão de professores, com a consequente retomada das aulas presenciais, bem como de pessoas mais jovens que foram ou estão submetidas a transplante, hemodiálise e tratamento oncológico, por exemplo. 

A carga recebida hoje é composta por 94 mil doses da CoronaVac, fabricadas pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, e 25,2 mil do consórcio Oxford/AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). “Vamos lutar, nacional e internacionalmente, para que o povo brasileiro tenha rapidamente a condição de voltar à vida normal, à convivência do dia a dia, do abraço e da união”, declarou Caiado. 

A remessa desembarcou no Aeroporto Internacional Santa Genoveva por volta das 8h. Na sequência, foi encaminhada para a Central Estadual de Rede de Frio, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO). Ali, as doses passam por uma conferência técnica e só então começam a ser distribuídas. O Estado possui 18 Regionais de Saúde responsáveis por garantir que as vacinas cheguem, de forma segura e proporcional, a todos os municípios goianos. 

Covid-19 em Goiás

O último boletim da SES, divulgado na quinta-feira, 25, mostra que já foram aplicadas 403.563 doses das vacinas contra a Covid-19 em Goiás e que 115.283 pessoas receberam a segunda dose. Se somada a carga que chegou nesta sexta-feira, o Estado já recebeu 966.980 doses de imunizantes, sendo 809.280 da CoronaVac e 157.700 da AstraZeneca. Destas, já foram distribuídas 772.960 doses.

Compartilhe este post: