Quarta, 28 de Julho de 2021
28 de Julho de 2021
Publicidade

Caiado dá exemplo ao País
ao estender as mãos ao DF

Helton Lenine 

O governador Ronaldo Caiado (foto) usou as redes sociais para pregar a união dos entes federados nas ações de enfrentamento à pandemia e citou dados da SES/GO para mostrar que Goiás tem estendido as mãos a todos os demais Estados brasileiros, sem restrições. Segundo o democrata, aqui no Estado já foram aplicadas 14.849 doses da vacina contra a Covid-19 em moradores do DF que procuraram os postos goianos. Ao contrário de Ibaneis Rocha, governador do DF, Caiado defende que o Brasil é uma só nação, o sistema de saúde é único e que o cidadão tem direito à assistência onde ele esteja, independentemente de onde resida.

Maturidade
O ex-deputado federal Daniel Vilela, presidente do MDB de Goiás, demonstra maturidade em declarações dadas à imprensa nos últimos dias. Em dado momento, Daniel chegou a pontuar que tem buscado se espelhar no seu pai, o ex-governador Maguito Vilela. “Lembro todo dia que preciso ser mais Maguito e menos Daniel”, disse.

Explicação
Segundo Daniel Vilela, à medida que o tempo vai passando, a tendência é o amadurecimento, o aprendizado de toda a vida vai sendo absorvido e eventuais erros vão diminuindo. “Acho que isso é mais da idade, da própria juventude. E a idade vai passando e a gente vai também amadurecendo, não tenho dificuldades de reconhecer isso”, frisa.

Decente
Independente de uma possível aliança para 2022, Daniel Vilela fez elogios à pessoa do governador Ronaldo Caiado, a quem chamou de “correto e decente”. O emedebista lembrou da deferência prestada pelo democrata ao seu pai e à família, inclusive sugerindo, na condição de médico, que Maguito fosse transferido para São Paulo poucos dias depois de contrair a Covid-19.

Eleições 2022
Daniel Vilela deixa claro que não pretende concorrer ao governo do Estado nas eleições do ano que vem e deixa as portas abertas para uma eventual candidatura a vice-governador, senador ou deputado federal.

CPI da Covid
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, assinou ato que disciplina o funcionamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. A CPI terá sua primeira reunião de forma semipresencial. Nessa reunião, serão eleitos o presidente e o vice-presidente do colegiado.

CPI da Covid II
Com reunião marcada para a próxima terça-feira, a CPI da Covid elegerá o senador Omar Aziz (PSD/AM) para presidente, que indicará o senador Renan Calheiros (MDN/AL) para relator.

CPI da Covid III
A CPI da Covid foi criada com o intuito de investigar supostas omissões do governo federal no combate à pandemia de Covid-19. Também será apurada a aplicação dos recursos da União repassados aos demais entes federados – Estados e municípios.

Multa
O deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) encaminhou denúncia ao secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para que seja multado por provocar aglomeração e não utilizar máscara de proteção facial durante visita a Goianápolis (GO), sábado, 17.

Multa II
Baseado no decreto estadual 9.848, de 13 de abril de 2021, Elias Vaz pede multa de R$ 2 mil a R$ 5 mil, uma vez que o presidente é reincidente, com registros de comportamentos similares ocorridos em São Simão e Águas Lindas de Goiás.

Lula lá
Pesquisa realizada pelo Instituto PoderData aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria 18 pontos de vantagem sobre o presidente Jair Bolsonaro em um eventual segundo turno na corrida ao Palácio do Planalto em 2022. O petista pontuou 52% contra 34% de Bolsonaro.

Nova derrota
Apresentador Luciano Huck (sem partido) também derrotaria Jair Bolsonaro na simulação, com 48% contra 35% do atual presidente.

Outros adversários
Contra outros três possíveis adversários, Jair Bolsonaro conseguiu obter três empates técnicos. O presidente conseguiu 38% contra 37% de João Doria (PSDB). Já contra Sergio Moro (sem partido), Bolsonaro obteve 38% contra 37% do ex-ministro da Justiça. Na simulação de Bolsonaro contra Ciro Gomes (PDT), o resultado foi de 38% para cada.

Com a morte de Léo, Tarcísio assume a presidência do MDB
Com a morte de Léo Mendanha no último dia 6, o advogado e ex-vereador Tarcísio Francisco dos Santos (foto) assumiu a presidência da executiva do MDB de Aparecida de Goiânia. Ele era vice-presidente. O empresário José Luiz Celestino agora é o primeiro vice-presidente e a vereadora licenciada Valéria Pettersen, a segunda vice-presidente. O ato foi comunicado ao presidente do MDB estadual, Daniel Vilela.

RESUMO

O governador Ronaldo Caiado (DEM) retomou as suas viagens ao interior do Estado, após ter dedicado a maior parte de sua agenda, este ano, às ações de combate à pandemia da Covid-19.

A retomada das agendas de Ronaldo Caiado nos municípios vem num momento em que o governo estadual percebe tendência de melhora nos números da pandemia em Goiás.

Desgastado pelos fracassos nas eleições de 2018 e 2020, o PSDB tenta recuperar o espaço perdido, mas, até agora, não surtiram efeitos os contatos feitos com os demais partidos de oposição, como o MDB.

A PEC de extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), de autoria de Henrique Arantes (MDB/foto), já recebeu apoio de 26 dos 41 parlamentares, 12 a mais do que as 14 necessárias para tramitação na Alego. “As Câmaras Municipais fiscalizam as prefeituras. Não há necessidade de Tribunal de Contas de Municípios.”

Compartilhe este post: