Segunda, 20 de Setembro de 2021
20 de Setembro de 2021
Publicidade

Candidato apresenta projeto em andamento como inédito

Pedro Paulo promete um hotel para os advogados, mas a construção já tem até as plantas de arquitetura e será feita no CEL da entidade, em Aparecida

O pré-candidato a presidente da OAB Goiás Pedro Paulo Medeiros deu um tiro no pé com uma de suas promessas de campanha. O advogado criminalista apresentou esta semana a proposta de construir o Hotel da Advocacia no CEL da OAB, caso seja eleito presidente da Ordem. A questão é que esse projeto já está em andamento e foi lançado pelo presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag), Rodolfo Mota, no final de 2019. Para agravar a presepada da campanha de Pedro Paulo, Rodolfo é um de seus principais adversários na disputa pelo comando da OAB.
O projeto, que já conta com estudo de viabilidade e até maquete, foi elaborado pela empresa Caio Calfat, um das mais renomadas consultorias na área de planejamento, desenvolvimento e gestão de ativos imobiliários, hoteleiros e turísticos do País. A obra só não teve início porque logo após concluídos os estudos veio a pandemia da Covid-19 e a Casag optou por aguardar outro momento para iniciar a construção.
Em discurso para apoiadores na semana que passou, Rodolfo Mota citou a derrapada de seu oponente. “Tivemos um pré-candidato, de um dos times de azul, que apresentou um projeto de fazer um hotel no clube da OAB, em Aparecida de Goiânia. Eu acho que ele estava tão distante da advocacia nos últimos anos que esqueceu que esse projeto já foi apresentado pela Casag”, afirmou Rodolfo.
“Já temos projeto de viabilidade econômica, proposta de planta do prédio, com fachada, desde o final de 2019. Só não foi executado devido à pandemia. E nós faremos esta obra, porque não é proposta, é promessa. Só quem já fez pela advocacia consegue entregar uma obra dessa magnitude”, disse o candidato.
Rodolfo também lembrou que, ao propor redução da anuidade, adversários correram atrás para lançar a mesma proposta. “Essa mesma reflexão, eu faço com relação à redução da anuidade. Depois que a encampamos, mostramos vídeo, mostramos como pode ser feito, outros tantos a abraçaram. Isto só nos mostra uma coisa: ou querem ser signatários e participar do nosso projeto da Advocacia Unida ou simplesmente estiveram fora das discussões sobre o que a advocacia espera da Ordem.”

Compartilhe este post: