Goiás

Com 18, 6 toneladas de drogas, PRF bate recorde no número de apreensões nas rodovias de Goiás

Além dos crimes relacionados ao narcotráfico, agentes combateram crimes ambientais, apreenderam 256 veículos e mais de 1,5 milhão de maços de cigarros contrabandeados. 1.451 pessoas foram presas por crimes nas rodovias federais que cortam o Estado

Suely Carvalho

A Polícia Rodoviária Federal de Goiás (PRF-GO), divulgou na manhã da última sexta-feira, 7, um balanço dos trabalhos realizados pela corporação durante o ano de 2021. Os agentes federais apreenderam a maior quantidade de cocaína da história em Goiás: 3,4 toneladas da droga foram incineradas, causando um prejuízo de mais de R$ 600 milhões ao crime organizado.

No enfrentamento à criminalidade, ainda foram interceptadas 15,2 toneladas de maconha, totalizando 18,6 toneladas de drogas, batendo o recorde no número de apreensões no estado. Onde 219 pessoas foram presas por tráfico de drogas.

 Além dos crimes relacionados ao narcotráfico, os PRFs combateram crimes ambientais ,1.014 m³ de madeira irregular, fraudes veiculares com 256 veículos recuperados, retiraram de circulação 96 armas de fogo e 6.140 munições. Apreenderam mais de 1,5 milhão de maços de cigarros contrabandeados. Totalizando 1.451 pessoas detidas por crimes nas rodovias federais que cortam Goiás.

Recorde também no número de mortes em acidentes  nas estradas goianas

Em 2021 a quantidade de acidentes se manteve estável em relação ao ano anterior, com variação de 2,5%. Foram 2.192 acidentes ano passado, contra 2.139 em 2020. A gravidade dos sinistros, entretanto, foi maior em 2021, quando 205 óbitos foram registrados, contra 189 no ano anterior. Quase 140 mil infrações de trânsito foram flagradas e, dessas, 20.051 eram ultrapassagens indevidas, mais de 6 mil a mais do que em 2020.

 Trinta e três mil motoristas foram submetidos ao teste do “bafômetro” e 1.727 precisaram ser impedidos de dirigir por estar sob efeito de álcool, 400 a mais que em 2020. O esforço para promover segurança viária ainda flagrou 11.707 pessoas sem utilizar cinto de segurança, 789 casos de crianças transportadas fora dos dispositivos de retenção e 4  mil motoristas manuseando celular enquanto dirigiam.

No ano de 2021, mais de 455 mil veículos foram fiscalizados por policiais rodoviários federais em Goiás e 375.446 pessoas foram abordadas nas rodovias. (S.C.)

Aumento de efetivo policial no Estado possibilitou efetividade das ações em todo o Estado

A PRF aproveitou também para divulgar o aumento de efetivo policial no estado para o ano de 2022. Goiás inicia o ano com 70 novos policiais para incrementar as fiscalizações nos quase 3 mil quilômetros de rodovias federais goianas.

São policiais recém-formados que passam a compor o efetivo permanente da corporação e serão designados para atuar nas regiões norte e sudoeste do estado. Os novos integrantes vão trabalhar nos trechos de Rio Verde, Jataí e Porangatu.

O reforço no efetivo policial vai contribuir na melhoria dos serviços prestados à sociedade, aumentando a sensação de segurança, ajudando no enfrentamento à criminalidade, na prevenção e redução de acidentes graves nas Brs do estado.

De acordo com a Corporação, para sensibilizar o maior número de pessoas, a PRF tem diversos projetos de educação. Além de palestras com vídeos apresentados na rodovia, policiais vão até empresas conversar com motoristas e em escolas, onde as crianças e adolescentes já vão formando a consciência no trânsito seguro. Nessa vertente, 18 mil pessoas foram alcançadas pelos projetos de educação para o trânsito no ano passado. (S.C.)

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo