Segunda, 20 de Setembro de 2021
20 de Setembro de 2021
Publicidade

Coordenação Regional Penitenciária tem a primeira mulher no comando

Solange Miranda será a única a coordenar uma das nove regionais prisionais, cargo que até então era ocupado apenas por homens

A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) realizou na última quinta-feira, 12, mudanças na gestão das coordenações regionais e unidades prisionais. Entre as alterações destaca-se a nomeação de Solange Miranda Rocha para coordenar a 7ª Regional. Ela será a única mulher a comandar uma das nove regionais prisionais, cargo que até então era ocupado apenas por homens.

Ao Diário de Aparecida, o diretor-geral de Administração Penitenciária, tenente-coronel Rasmussen, disse que as mudanças estabelecidas pela DGAP na gestão das Coordenações Regionais, Gerência de Ensino, Corregedoria Setorial e unidades prisionais fazem parte do projeto de reestruturação da instituição. “Tenho certeza de que eles assumem esta nova responsabilidade com muita propriedade e vão dar o melhor de si para levar o sistema penitenciário goiano a um novo patamar”, afirmou.

 

Presença feminina

Servidora de carreira, Solange Miranda estava à frente da Unidade Prisional Regional (UPR) de Itumbiara, mas, ao longo dos seus dez anos na instituição, já ocupou diversas funções na DGAP.

Solange começou em Morrinhos como servidora plantonista, depois foi para Itumbiara, onde começou no plantão, depois trabalhou no cartório, supervisão de segurança e, por fim, assumiu a direção da unidade. Agora ela assume a coordenação de 12 unidades prisionais e vê na nomeação um novo desafio em sua carreira como policial penal. “É o reconhecimento do trabalho que venho desenvolvendo, uma progressão na minha carreira. Degrau a degrau, a gente vai conquistando o reconhecimento dos projetos que desenvolvemos”, enfatizou a nova coordenadora da 7ª Regional.

Em um total de 4.425 servidores penitenciários, 869 são mulheres, representando cerca de 20% do efetivo total. Até hoje, somente duas mulheres ocuparam o cargo de Coordenadora Regional. De acordo com o tenente-coronel Rasmussen, a nomeação de Solange é mais um exemplo da força e competência das servidoras da DGAP.

“As mulheres se destacam em suas funções porque possuem uma grande capacidade de planejamento, estão sempre preocupadas com qualificação e são dedicadas. Nossas policiais carregam todas essas características e a Solange é um exemplo da coragem e determinação das mulheres da Polícia Penal”, concluiu.

 

Outras mudanças

Além das coordenações regionais, também houve mudanças na Gerência de Ensino e na Corregedoria Setorial, que agora serão comandadas por Leyber Alves Soares e Mozart Teixeira da Silva Júnior, respectivamente. Ao todo, 16 unidades prisionais da DGAP também terão novos diretores, de acordo com o decreto. Leandro Militão assume a Central de Triagem do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia; Eduardo Ribeiro Martins é o novo diretor da UPR de Anápolis; Thiago Cândido Matos foi nomeado diretor da UPR de Itaberaí; e Tyrone Luiz Parreira Veloso estará à frente da UPR de São Miguel do Araguaia.

Danilo Cândido Neves, Edson Martins da Silva, Wallisson dos Santos Souza e Wesley Santos Oliveira da Silva assumem as direções das unidades prisionais de Jaraguá, Novo Gama, Caldas Novas e Palmeiras de Goiás, respectivamente. A UPR de Goianira será dirigida por Luiz Carlos Mendes de Oliveira. Na UPR de Itumbiara, o novo diretor é Renan Silva Gonçalves. A Unidade Prisional Especial (UPE) de Planaltina e a Unidade Prisional Estadual (UPE) de Formosa serão comandadas por Leandro dos Santos Oliveira e Bricio Tavares Borges. (Por Edna Barbosa / jornalismo@diariodeaparecida.com)

Compartilhe este post: