Quinta, 06 de Maio de 2021
06 de Maio de 2021
Publicidade

Covid-19: população de Nova Veneza (GO) se revolta com secretário que furou fila de vacinação

MPGO investiga Deijar Carmo por ele já ter sido vacinado, à frente de longa fila de idosos no município. Ele tem 59 anos

Repercutiu e causou revolta em Nova Veneza, a 33 quilômetros de Goiânia, a informação divulgada pelo Portal Metrópoles de que o secretário local de Saúde, Deijar José do Carmo, de 59 anos, recebeu a primeira dose de vacina contra Covid-19 mesmo sem estar entre as prioridades e grupos de risco definidos pelos planos nacional e estadual de imunização.
A notícia publicada pelo Metrópoles, que postou um vídeo mostrando o momento da vacinação, circulou rapidamente na cidade e se espalhou pelos grupos de WhatsApp, tal qual fogo no capim seco, apesar da manhã chuvosa em Goiás. O sentimento foi de indignação popular.
“É um desrespeito com nossa população. Tantos idosos esperando e vem uma pessoa que nem está na linha de frente do combate à doença e passa na frente. É o famoso jeitinho. Absurdo!”, afirma uma moradora de Nova Veneza que pediu para não ser identificada.
Outro morador da cidade, que preferiu o anonimato, disse que tinha acompanhado as informações sobre autoridades furando a fila da vacina Brasil afora, mas não esperava que caso semelhante viesse a ser investigado em Nova Veneza.
“Já não basta essa situação tão difícil que todos nós estamos enfrentando e vem uma pessoa dessas e se aproveita do cargo que ocupa para ser vacinado antes de uma pessoa que precisa mais. Eu não concordo. Para mim isso que ele fez é ilegal e imoral”, desabafa o homem.
A revolta faz sentido. Deijar foi vacinado antes de mais de mil idosos, a partir de 60 anos, que ainda aguardam pela vacina na cidade, segundo dados da própria Coordenação de Vigilância Epidemiológica municipal. Destes, são nada menos do que 264 pessoas com mais de 80 anos.

Confira mais informações no Portal Metrópoles: https://www.metropoles.com/brasil/populacao-de-nova-veneza-go-se-revolta-com-secretario-investigado-por-furar-fila-da-vacina-contra-covid-19

Compartilhe este post: