Segunda, 20 de Setembro de 2021
20 de Setembro de 2021
Publicidade

Covid-19: última etapa do mundial de surfe no Taiti é cancelada

A Liga Mundial de Surfe (WSL, sigla em ingês) cancelou a última etapa do circuito mundial de surfe, no Taiti, que começaria em 24 de agosto, devido ao estado de emergência declarado na Polinésia Francesa, após o aumento do número de casos do novo coronavírus (covid-19).  A atual etapa do México, em curso na praia de Barra de la Cruz, em Oaxaca, será a última do circuito mundial.  

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) classificou arquipélago, no qual está inserido o Taiti, como nível quatro de contaminação, e aconselhou os turistas a não viajarem para as ilhas.

“Promover o circuito em meio a uma pandemia global vem sendo um desafio extraordinário para a WSL. Nossa principal preocupação sempre foi a saúde e a segurança de nossos surfistas, do staff e das comunidades locais”, disse em nota a WSL.

De acordo com a entidade, o Open México, sétima etapa do mundial, passa a ser a última do circuito, pois não existem condições de substituir o evento do Taiti em “um curto espaço de tempo, devido às condições globais de saúde e segurança”.

A etapa mexicana definará também os cinco surfistas mais bem colocados na temporada que disputarão título de 2021 no WSL Finals, no próximo mês. Até o momento, três brasileiros lideram o ranking mundial: Gabriel Medina (46.720), Ítalo Ferreira (33.555) e Filipe Toledo (32.065). Na quarta posição está o australiano Morgan Cibilic (24.610), seguido do norte-americano Griffin Colapinto (24.235).

Compartilhe este post: