Quinta, 05 de Agosto de 2021
05 de Agosto de 2021
Publicidade

Criticado por Caiado, Darrot não explica aumento de Covid-19 em Trindade

Prefeito recebeu críticas por não combater vírus. Cidade teve aumento de 22 para 79 casos

O governador Ronaldo Caiado criticou duramente o prefeito tucano Jânio Darrot por deixar Trindade, na Região Metropolitana, presenciar um aumento significativo de casos de Covid-19 e nada fazer para impedir a escalada de mortes. A crítica realizada na quarta-feira, 10, em programa da RBC FM, mostrou que Darrot flexibilizou o comércio, não criou UTIs para a cidade e tem prejudicado o município, já que a população não tem livre acesso a testes nem a um programa de enfrentamento, como os adotados por cidades como Goiânia e Aparecida de Goiânia.

“Ele é produtor de paciente grave”, criticou Caiado. O município, que já conta com três mortes pela doença, tem as piores perspectivas, apontam pesquisas da Universidade Federal de Goiás (UFG) e técnicos da Secretaria de Saúde, para o aumento da curva, que deve ocorrer no início de julho.  Em uma live para rebater Caiado, o prefeito Jânio Darrot elogiou a estrutura hospitalar criada pelo ex-governador Marconi Perillo e elogiou também sua equipe técnica.

O município saltou de 22 para 79 casos em menos de um mês de abertura total do comércio. Pamonharias, bares e restaurantes estão abertos na cidade.

População

Conforme reportagem, alguns participantes da “live” que criticaram Darrot foram bloqueados.
“Esse prefeito tá nem ai pela população, se continuar assim, vai morrer gente demais. Ele só pensa em arrecadar impostos”, criticou a moradora Monica López. Maria Reis acusou o prefeito: “infelizmente aqui em Trindade não estamos vendo nenhuma ação do prefeito para acabar com essa pandemia! Não está nem aí pra população!”. Bruna Bento alegou que não existem nem mesmo testes para saber se tem ou não Covid-19.

UTIs liberadas

O governador Ronaldo Caiado afirma que a cidade nem parece que enfrenta uma pandemia: “Só porque instalamos UTI, de repente acha que é festa e libera a cidade toda. É show, boate, bar, é tudo. As pessoas da cidade estão me ligando e dizendo que é triste nós assistirmos o que estão fazendo com a cidade sem a menor responsabilidade”,
Caiado lembra que a prefeitura de Trindade não tem “nenhum leito de UTI disponível para ofertar ao cidadão” e comete irresponsabilidades. No final de maio, o governador goiano entregou seis UTIs para o município.

Compartilhe este post: