Quinta, 15 de Abril de 2021
15 de Abril de 2021

Denunciado pelo MP-GO, vai a júri amanhã acusado de matar motociclista por atropelamento

Crime aconteceu na BR-153, no dia 29 de março de 2012

Denunciado pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), o vendedor Geovani da Mata Machado será julgado, nesta quinta-feira (4/2), pela 3ª Vara Criminal dos Crimes Dolosos contra a Vida e Tribunal do Júri da comarca de Goiânia, pelo homicídio, com emprego de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, de Douglas Cristiano Oliveira. A sessão será presidida pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara e o MP-GO será representado pela promotora de Justiça Renata de Oliveira Marinho e Sousa.

De acordo com a denúncia, oferecida pelo promotor de Justiça Milton Marcolino dos Santos Júnior, o crime ocorreu por volta das 7h30 de 19 de março de 2012, no quilômetro 496,2 da BR-153. Na ocasião, Geovani da Mata Machado, que era inabilitado para conduzir veículo automotor, dirigia o Honda Civic placa HTC 0910, de Senador Canedo, no sentido Goiânia-Aparecida de Goiânia. Conforme os autos, ele realizou manobra de conversão à direita, saindo da pista e ingressando imediatamente na via coletora que dá acesso à cidade em alta velocidade e sem observar o fluxo de veículos na rua.

Ao realizar o movimento, Geovani da Mata Machado colidiu o Honda Civic com a motocicleta Honda Biz, placa NLN 8949, de Goiânia, que era conduzida por Douglas Cristiano Oliveira. A vítima foi lançada sobre uma ilha divisória das pistas, onde ficou caído. O denunciado, então, engatou o carro e passou sobre o corpo do motociclista e fugiu.

Douglas Cristiano Oliveira foi socorrido e levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde morreu em decorrência dos ferimentos causados pelo atropelamento, que causaram politraumatismo. A sessão do Tribunal do Júri será realizada no Fórum Criminal, no Jardim Goiás, a partir das 8h30.

Fonte: João Carlos de Faria/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO

 

Compartilhe este post: