Segunda, 01 de Março de 2021
01 de Março de 2021

Deputado atrasou troca de turno na penitenciária no dia do motim

Delegado Humberto Teófilo, que não tem interlocução com o governo do Estado, foi ouvir supostas reivindicações da Polícia Penal

A recente tentativa de rebelião no Complexo Prisional Odenir Guimarães, em Aparecida, tem em parte as digitais do deputado estadual Delegado Humberto Teófilo, que já apoiou o governador Ronaldo Caiado, mas hoje faz oposição a qualquer preço.

Segundo o site jornalístico Goias365, um atraso na troca de turno dos integrantes da Polícia Penal criou a oportunidade pode ter sido um dos fatores que contribuíram para a rebelião, na sexta-feira passada, 19. Abriu-se um vácuo com a saída de um grupo de agentes penitenciários e a entrada de outro, aproveitado pelos detentos para iniciar o motim – contido pelas forças estaduais de segurança.

O atraso foi gerado pela ação politiqueira de um deputado estadual, o Delegado Humberto Teófilo (PSL). No momento em que movimento era iniciado, o parlamentar promovia uma reunião com integrantes da Polícia Penal, a fim de articular ações supostamente para atender a interesses da categoria. Detalhe: Humberto Teófilo não tem diálogo com nenhum setor do governo do Estado e, portanto, não tem possibilidade de qualquer interlocução para encaminhar reivindicações do funcionalismo.

A assessoria de Humberto Teófilo na Assembleia negou qualquer responsabilidade na rebelião, mas admitiu que ele esteve no local. O deputado, segundo sua equipe, teria sido convidado para o encontro com os agentes, que de fato ocorreu mais ou menos no horário em que o movimento dos presos foi deflagrado.

Compartilhe este post: