Domingo, 11 de Abril de 2021
11 de Abril de 2021

Devolvam as Colinas de Golã!

O Golã é um território Sírio ocupado por Israel em 1967 e sujeitado, à força, à sua jurisdição, em violação ao Direito Internacional e à várias resoluções adotadas pelo Conselho de Segurança, que preveem a retirada de Israel do Golã sírio ocupado, sendo que quaisquer medidas adotadas por Israel, para impor suas leis e jurisdição sobre o Golã sírio ocupado, são medidas ilegais, nulas e sem qualquer efeito jurídico, de acordo com a Resolução 497 de 1981 do Conselho de Segurança da ONU.

Após a posse do Presidente Jair Bolsonaro, ficou claro que o Brasil adotou um alinhamento automático com Israel, votando sempre a seu favor na Assembleia Geral das Nações Unidas e em suas comissões, no que concerne ao tema, sendo a última votação sobre a resolução intitulada “O Golã Sírio”, aprovada em 2 de dezembro de 2020, quando o Brasil ficou entre os nove votos contrários à referida resolução.

A Síria ainda não conseguiu recuperar a sua soberania sobre o Golã sírio ocupado.

Exigimos do Governo brasileiro o cumprimento imediato das resoluções das Nações Unidas e a devolução desta terra ocupada ao povo sírio, que tem direito à soberania sobre todo o Golã.

Assim como exigimos também do governo brasileiro que mude seu atual padrão de votação e retroceda de sua posição atual, na qual o Brasil se posiciona contra a comunidade síria e seus descendentes que residem no Brasil, sem levar em conta os seus sentimentos de soberania, e que, adote uma posição consistente com Direito Internacional e com as resoluções do Conselho de Segurança e da Assembleia Geral das Nações Unidas e apoie os direitos legítimos da República Árabe Síria em suas demandas legítimas de recuperar seus territórios ocupados.

Jucilene Pereira Barros
Presidente

Douglas Bucalem 
Diretor de Comunicação
Assessor de Imprensa da Associação

Compartilhe este post: