Quarta, 21 de Abril de 2021
21 de Abril de 2021
Publicidade

Dezembro Vermelho terá testagem em massa para detecção de HIV, Sífilis e Hepatites B e C

Da Redação

Aproveitando a onda de conscientização para a prevenção contra doenças evitáveis que foi adotada por todos durante a pandemia, a Prefeitura convida a população para participar e divulgar a campanha Dezembro Vermelho. A campanha terá início nesta terça-feira, 1º de dezembro, Dia Mundial de Luta Contra a Aids.

A abertura acontece às 9h, no Centro de Especialidades e durante todo o mês serão realizados testes rápidos, com resultado em menos de 30 minutos, para detecção de HIV, Sífilis e Hepatites B e C. “Oferecemos tratamento moderno, eficaz e gratuito, mas as pessoas precisam realizar o teste para ter um diagnóstico antecipado e com ele maior qualidade de vida” – pontua o prefeito Gustavo Mendanha.

A testagem da população ocorrerá nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Centros de Testagem e Aconselhamento Itinerante (CTAs), unidades onde são realizados testes rápidos normalmente. “A realização de teste rápidos acontece durante todo o ano, mas preparamos um esquema especial e estamos convidando a população a aderir e desta forma realizarmos uma testagem em massa. As pessoas precisam entender que diagnósticos precoces garantem muito mais conforto, segurança e eficiência no tratamento, que é gratuito” – completa o secretário de Saúde de Aparecida de Goiânia, Alessandro Magalhães.

A campanha é uma iniciativa da Vigilância Epidemiológica de Aparecida, por meio do Programa de IST/AIDS e Hepatites Virais. Segundo a coordenadora do programa, Daniele de Oliveira Prates, além de todo tratamento das pessoas que vivem com o vírus e o uso do preservativo, a Secretaria de Saúde disponibiliza gratuitamente à população estratégias e tecnologias avançadas para a prevenção à infecção pelo vírus.

“A Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) e a Profilaxia Pós-Exposição (PEP), por exemplo, são medicamentos oferecidos sob a orientação do Serviço de Assistência Especializada (SAE) que, utilizadas de forma isolada ou combinadas, podem evitar a transmissão do HIV” – explica Danielle.

Daniele conta ainda que a atenção integral às pessoas com IST e às parcerias sexuais, no momento adequado e oportuno, interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções e melhora a qualidade de vida das pessoas. “É fundamental orientar para a prevenção da transmissão e também para evitar novas infecções. Assim como sobre sinais e sintomas, a necessidade de atendimento em uma unidade de saúde e a importância de evitar contato sexual sem preservativo” – lembra.

Capacitação

Como parte da agenda do Dezembro Vermelho, a Secretaria de Saúde realizará no dia 08 de dezembro a capacitação online dos trabalhadores da área “HIV/AIDS – Atualizações na Prevenção e Tratamento”. As inscrições podem ser feitas no link: https://doity.com.br/hivaids–atualizacoes-na-prevencao-e-tratamento.

Números

O Brasil registra anualmente cerca de 40 mil casos de infecção pelo HIV no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Uma média de 69% em homens e 31% em mulheres, principalmente na faixa etária de 20 a 34 anos (52,7% dos casos). Em Aparecida foram notificados no SINAN um total de 2.299 casos HIV/AIDS. Somente em 2019 foram notificados 260 casos 188 em 2020, sendo 80, 3% (151) dos casos em homens e 19, 7% (37) dos casos em mulheres.

 

 

Compartilhe este post: