Sábado, 24 de Julho de 2021
24 de Julho de 2021
Publicidade

Direito de voto às mulheres completa 88 anos

Eleitorado feminino formam maioria em Goiás e no país

No dia 24 de fevereiro de 1932, o então presidente Getúlio Vargas assinou a lei que garantia às mulheres brasileiras o direito de votar.

Inicialmente, a aprovação foi concedida, com condições, à mulheres casadas, com autorização do marido, e se viúva, teria que ter sua renda própria. As limitações foram extintas apenas no ano de 1934, quando a Constituição Federal adicionou o voto feminino em seus regimentos.

Quando a proposta de emenda constitucional sufragista foi apresentada em 1891, adversários do voto feminino, afirmavam na época que, com ele, se teria decretada “a dissolução da família brasileira”, sendo rejeitada pelo Congresso.

À época, os parlamentares também alegaram inferioridade do sexo feminino para rechaçar o projeto.

Segundo levantamento publicado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em agosto de 2018, dos 4,4 milhões de eleitores goianos, 2,334 milhões, ou 52,4%, são mulheres, dando o ranking de maior eleitorado no Estado. Além disso, também são maioria no Brasil, representando quase 53% do eleitorado.

 

 

 

Compartilhe este post: