Quarta, 24 de Fevereiro de 2021
24 de Fevereiro de 2021

Editorial: A passos lentos

A situação da vacinação contra a Covid-19 está assim: embolada. Por maior que possam ser os esforços dos governos federal, estaduais e municipais, a produção e aplicação dos imunizantes caminham a passos lentos no Brasil.

De acordo com o governo federal, já foram distribuídas à União, um total de 20 milhões de doses, mas até a noite desta segunda-feira, 8, pouco mais de três milhões dessas doses haviam sido aplicadas em todo o território nacional. O que está acontecendo?

Seria falhas no Plano Nacional de Imunização? Seria problemas na logística? Ou seria mesmo um superávit na contabilização do Ministério da Saúde (MS)? No início da noite de ontem, o STF voltou a pedir ao MS, uma definição mais clara dos grupos prioritários na fila de imunização do País. 

Que é fato que a quantidade de doses disponíveis neste primeiro momento não é suficiente para todos os grupos prioritários, já é sabido pela população. Mas, mais do que necessário, é urgente que os imunizantes cheguem às pessoas de forma rápida e assertiva. Só assim conseguiremos salvar mais vidas no combate à pandemia do novo coronavírus.

Compartilhe este post: