Quarta, 21 de Abril de 2021
21 de Abril de 2021
Publicidade

Editorial do Diário de Aparecida: A sorte de Goiás

Em boa hora, o presidente da Câmara Municipal de Aparecida André Fortaleza, do alto da sua autoridade de chefe do Poder Legislativo Municipal, veio a se manifestar para reconhecer o trabalho do governador Ronaldo Caiado na liderança das ações, em Goiás, de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

De fato, Goiás teve a sorte de contar, em um momento da sua história tão delicado quanto dramático, com a presença de um médico humanista e reconhecido pela sua competência profissional à frente do governo do Estado, onde une a sua expertise técnica em Saúde com as habilidades e experiências acumuladas ao longo da sua vitoriosa carreira política como parlamentar de destaque no Congresso Nacional e agora gestor principal dos interesses das goianas e dos goianos.

A fala do vereador presidente da Câmara, assim, atesta o que todos os aparecidenses já sabem: a certeza de que podem contar com a liderança de um chefe do Executivo estadual comprometido com a preservação das preciosas vidas que habitam não só o nosso município, mas todo o território goiano. Um gestor público que não faz concessões para a politicagem nem busca o elogio fácil, porém assume quando necessário até mesmos os desgastes quanto a medidas impopulares que necessitam ser adotadas no dia a dia do enfrentamento à Covid-19.

Assim foi, por exemplo, com o decreto que instituiu o modelo 14×14 de isolamento social, hoje seguido por todos os municípios de porte em Goiás, à exceção apenas de Aparecida, que pode ter gerado insatisfações iniciais, mas acabou aprovado até mesmo pelas entidades empresariais que, em algum momento, chegaram a ser contra restrições ao funcionamento do comércio, indústria e serviços. O governador, como sempre, mostrou tirocínio na decisão corajosa de implantar o revezamento 14×14, que hoje já apresenta seus resultados positivos ao diminuir o número de casos da doença nos quatro cantos do Estado e reduzir, há 11 dias consecutivos, os pedidos de leitos de UTI para os pacientes graves. 

Compartilhe este post: