Terça, 20 de Abril de 2021
20 de Abril de 2021
Publicidade

Editorial do Diário de Aparecida: Mordaça

A Secretaria de Comunicação de Aparecida, em vez de se dedicar a cumprir a finalidade maior da sua existência, que é garantir a transparência dos atos da prefeitura, vem se esmerando cada vez mais na obstaculização das atividades da imprensa – deixando claro que há o que ocultar, na esfera do Poder Municipal, do conhecimento das aparecidenses e dos aparecidenses.

Depois que secretários do prefeito Gustavo Mendanha se recusaram a atender questionamentos do Diário de Aparecida sobre fatos específicos das suas pastas sob a alegação de que receberam orientação da Secom para não falar diretamente com jornalistas e sim, somente através da secretaria, ficou claro que existe um esforço direcionado para sabotar a liberdade de acesso a informa ações que, em última análise, pertencem ao conjunto da sociedade, já que tudo que a prefeitura faz é financiado com o sagrado dinheiro dos contribuintes.

Atos de retaliação ao Diário de Aparecida se sucedem na área de comunicação municipal. O último foi a exclusão de jornalistas do DA das listas de transmissão, via WhatsApp, de ações da prefeitura sob desculpas esfarrapadas de que seriam profissionais desconhecidos, quando, na verdade, eles têm seus nomes estampados no expediente do jornal publica-
do diariamente no nosso site na internet. Essa foi a “justificativa” apresentada pelo funcionário da Secom Rafael Freitas, o mesmo que, seguidamente, tem recebido consultas da equipe do DA e sistematicamente não as responde, faltando ao seu dever de servidor da municipalidade.

Compartilhe este post: