Quinta, 05 de Agosto de 2021
05 de Agosto de 2021
Publicidade

Editorial do Diário de Aparecida: Retaliação

Esta edição do Diário de Aparecida traz em sua página 7 uma denúncia de retaliação da prefeitura contra professores que lutam junto à categoria por melhorias aos trabalhadores da educação municipal. A matéria relata a história da educadora Carolina Nogueira, que foi condenada a pagar uma multa de R$ 6 mil ao Executivo aparecidense e que, de acordo com o movimento Educação em Luta de Aparecida, é vítima de perseguição da gestão do município.
A professora disse que a multa foi aplicada em um contexto de greve dos educadores que reivindicavam o piso salarial em agosto de 2015. Ainda de acordo com o Comando de Luta da Educação de Aparecida, a multa foi uma tática de intimidação e tentativa de paralisar a luta dos trabalhadores.
Não deveríamos aqui lembrar, mas ante esse acontecimento faz-se necessário: por maior que seja o prestígio em ser educador para aqueles que reconhecem a importância da profissão, eles são seres humanos assim como todos nós. Possuem família, vida fora do ambiente escolar e, principalmente, contas a pagar.
A valorização da classe se dá principalmente com condições dignas de trabalho, começando pelo pagamento do piso salarial e da estruturação de carreira. Não é possível se planejar um futuro promissor para a nossa sociedade sem um investimento conciso na educação. Atitudes como essa que ocorreu em Aparecida só reforçam o não reconhecimento profissional dos professores e a necessidade urgente de respeito com cada pessoa que se dedica em prol do repasse de conhecimentos a outros.

Compartilhe este post: