Goiás

Em Anicuns, Gracinha Caiado conhece projetos sociais e demandas locais

A coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), primeira-dama Gracinha Caiado, percorreu o município de Anicuns, no Oeste Goiano, na sexta-feira, 23, para conhecer projetos sociais e parcerias estabelecidas pelo governo de Goiás para atender famílias em estado de vulnerabilidade e para a promoção de justiça social.
Durante o roteiro de visitação, que abrangeu projetos desenvolvidos em setores como educação, filantropia e áreas que apresentam demandas para o município, Gracinha Caiado sinalizou a vontade de reforçar as políticas sociais já desenvolvidas no local. “Queremos fazer um trabalho maior e desempenhá-lo junto com vocês”, declarou. A visita foi guiada pela primeira-dama de Anicuns, Walkenia Maria Leal do Nascimento.
Gracinha Caiado ressaltou a relação de “carinho” estabelecida com a região e agradeceu a parceria com o município. Destacou ainda o esforço administrativo do governo de Goiás para levar benefícios para todas as regiões do Estado. Só em Anicuns, entre os anos de 2019 e 2020, a OVG concedeu um total de 2.903 benefícios a famílias carentes e entidades sociais que atendem pessoas em vulnerabilidade. Também há 103 estudantes da cidade que fazem parte do Programa Universitário do Bem, da OVG.
As ações englobam doação de cadeiras de roda e de banho, andadores e muletas, colchão caixa de ovo, kits de enxoval para bebês, fraldas descartáveis, malha compressiva para vítimas de queimaduras e, durante a pandemia, máscaras de tecido para reforçar a biossegurança da população mais carente.
Durante as duas primeiras etapas da Campanha de Combate à Propagação do Coronavírus, no ano de 2020, o governo de Goiás e a OVG enviaram mais de 1,2 mil cestas básicas para a prefeitura e entidades sociais de Anicuns, garantindo assim segurança alimentar a famílias em vulnerabilidade.
A coordenadora do GPS apontou ainda que há planejamento previsto para investimentos na rede de saneamento básico em Anicuns e lembrou o processo de repasses das contrapartidas estaduais para a saúde nos municípios, verba que chegou a ficar 13 meses sem ser paga na gestão anterior. “Hoje o governo não deve a nenhum município. Só aqui em Anicuns, cerca de R$ 4 milhões foram repassados para investimentos na saúde”, destacou.

Você pode se interessar:

Comments are closed.

Mais em:Goiás