Notícias

Em ato simbólico, capital é transferida para Campinas

Cerimônia prevista em lei foi aberta pelo prefeito Iris Rezende

Em homenagem aos 210 anos de Campinas, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, abriu oficialmente nesta quarta-feira (8) ato simbólico de transferência da capital do Estado para o bairro, conforme a Lei Municipal n° 8.503 de 2006.

O evento ocorreu no auditório da Matriz de Campinas e sem a participação popular , para evitar aglomerações. Neste ano, excepcionalmente, o Mutirão da Prefeitura não foi realizado no bairro, em função da pandemia do coronavírus.

Em seu discurso, Iris lembrou o seu carinho todo especial por Campinas. “Campinas foi constituída de uma população secular, que veio de todos os cantos do Brasil. Esse ato de homenagem é um dos mais justos e importantes que se tem notícias”, disse.

O prefeito lembrou que Campinas era considerada uma das principais cidades do país. “Aqui teve um dos melhores colégios de freiras do Brasil, o Santa Clara. Pedro Ludovico não pensou duas vezes e escolheu Campinas pra abrigar a nova capital”, falou.

O vereador Anselmo Pereira reverenciou a história do primeiro bairro de Goiânia. ” Campinas é a mãe da cidade de Goiânia. Mãe dos homens e mulheres que fizeram e fazem história nesta cidade”. Na sequencia, o vereador homenageou o prefeito, puxando uma salva de palmas, em referência aos grandes serviços prestados ao bairro.

Anselmo Pereira ressaltou que o ato que transfere a capital é uma lei. “Assim como comemorar o aniversário da capital na Avenida 24 de outubro”.

Na ocasião, foi assinado o termo de parceria entre a Prefeitura de Goiânia e o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese) para requalificação da Avenida Castelo Branco.

História

Campinas surgiu no ano de 1810. Liderado por Joaquim Gomes da Silva Gerais, um grupo de desbravadores em busca de ouro no ribeirão Anicuns foi o primeiro a povoar a região. Em 1853, foi elevada à categoria de freguesia, passando a fazer parte da Vila de Bom Fim, atual cidade de Silvânia.

Em 1907, ganhou a denominação de Vila e sete anos mais tarde, em 1914, alcançou a emancipação política tornando-se município brasileiro do estado de Goiás. Mas este status foi curto. Em 1933, a cidade foi escolhida pelo então governador Pedro Ludovico Teixeira para ser a base de apoio dos trabalhadores para a construção da nova capital. Em 1935, a Campininha das Flores foi definitivamente transformada em bairro goianiense.

Hoje, Campinas é um dos bairros mais importantes de Goiânia e se transformou em um dos maiores polos comerciais da região Centro-Oeste.

Gustavo Martins

Estagiário supervisionado pelo editor Jorge Borges

Arquivos relacionados