Sexta, 05 de Março de 2021
05 de Março de 2021

PSDB incentiva “protesto”, mas seus governos implodiram a cultura em Goiás

Supostas lideranças da “classe artística” estadual estão programando para esta semana uma carreata em protesto a descontinuação da Lei Goyazes e a falta de publicação de edital do Fundo de Cultura. O PSDB estadual, através das suas redes sociais, está incentivando o “movimento”, ocultando a responsabilidade dos governos do partido no desmonte da Cultura em Goiás.
O “protesto” não tem justificativa. Na verdade, a Secretaria estadual de Cultura está trabalhando na formação de um Grupo de Trabalho para verificar a viabilidade técnica e econômica de cada projeto previsto nos editais que não foram pagos pelos governos anteriores – para resolver esse passivo e retomar a programação normal.
A Secult Goiás foi procurada por artistas que demonstraram não ter mais interesse em realizar os projetos, seja por defasagem no valor, em atraso há mais de 6 anos em alguns casos, seja pelo objeto da atividade. O governo do Estado já pagou a maioria dos valores referente aos Fundo de Cultura em atraso desde 2018. O restante deve ser quitado em até dois meses.
Segundo o secretário interino de Cultura, César Moura, “o governo tem feito de tudo o que é possível, dentro das responsabilidades legais e fiscais, para honrar os compromissos feitos e não cumpridos por gestões anteriores, e cumprir com as obrigações do atual governo. Prova disso é o pagamento já efetivado de R$ 27,5 do saldo remanescente do Fundo de Cultura referente a 2018, restando apenas 4 projetos – nos quais foram encontradas inconsistências de dados e certidões positivas dos proponentes”.
César Moura explica que, “para comprovar em números o compromisso do governador Ronaldo Caiado com a Cultura em Goiás, a gestão passada destinou R$ 2,9 milhões do FAC em 2018 para ações culturais diversas, mas somente R$ 80 mil reais foram pagos naquele ano aos editais dos nossos artistas. Isso resultou nos débitos que estamos pagando até hoje”.

Compartilhe este post: