Saúde

Faculdade da Polícia Militar, PUC Goiás e universidade holandesa avançam na pesquisa que pode melhorar a prevenção à Covid-19

Instituições goianas de ensino superior unem forças com parceira europeia para nova etapa do estudo sobre o efeito das vacinas da gripe contra o Coronavírus

Em desdobramento da pesquisa que vai estudar a eficácia da vacina de influenza, usualmente usada na prevenção à gripe, no treinamento de imunidade contra a Covid-19, a Faculdade da Polícia Militar (FPM), em parceria com a Radboud University Medical Center dos Países Baixos, se unem à Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás) para mais uma etapa dos estudos sobre imunidade treinada.  Dessa vez, a próxima fase da pesquisa que vai testar se a vacina da gripe é eficaz contra coronavírus ocorrerá na Área IV da PUC Goiás, a partir desta sexta-feira (12/11).

Poderão participar voluntários entre 18 e 60 anos de idade, que não testaram positivo para Covid-19. Parte dos colaboradores espontâneos vão receber a vacina contra H1N1, enquanto a outra parcela receberá uma vacina placebo. Os que receberem essa última poderão se vacinar posteriormente. Os interessados em participar da pesquisa, mas que se vacinaram contra gripe influenza nos últimos dois meses, poderão colaborar por meio do preenchimento de um questionário (que leva cerca de 10 minutos), mediante a apresentação do cartão de vacinação.

Todos os participantes vão receber um certificado que comprovará a contribuição nessa pesquisa que pode colocar Goiás no mapa dos esforços científicos de aperfeiçoamento da prevenção à Covid-19. A duração do monitoramento de cada voluntário dependerá dos resultados preliminares obtidos após três (3) meses, com duração máxima de 12 meses. Durante a admissão de cada participante, será realizada a coleta de informações essenciais, como dados demográficos, histórico médico, uso de medicamentos e histórico de vacinação, por meio da aplicação de questionários. Em seguida, os participantes serão separados em grupos específicos.

O estudo já detém autorização do Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade da Policia Militar – (CEP/FPM) que é registrado e credenciado na Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), vinculada ao Conselho Nacional de Saúde (CNS), e, portanto, é habilitado para realizar o acompanhamento das pesquisas científicas que envolvem seres humanos.

De acordo com o coronel da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) e coordenador da FPM, Sérgio Nascente, a parceria com a PUC Goiás é importante pelo renome e seriedade dessa Universidade, e pelo expressivo número de alunos que podem contribuir com a pesquisa como voluntários. Segundo ele, os universitários daquela instituição são acostumados a contribuir com iniciativas científicas, o que facilita na captação de colaboradores. “Nós da FPM temos vários projetos de pesquisa e o mesmo ocorre com a PUC. Portanto, temos uma prolífica combinação de fatores que favorece essa parceria para que possamos atingir nossos objetivos e termos conclusões mais assertivas em relação ao treinamento da imunidade por meio da vacina da influenza”, ressalta.

O que é grupo placebo

 

No contexto médico científico, o emprego de placebo é chave em testes para avaliação e desenvolvimento de novos medicamentos, procedimentos e terapias. Ele funciona como base de comparação para testar a eficácia de drogas e tratamentos médicos. O placebo não possui efeito ativo, ou seja, não faz qualquer alteração no organismo e é uma importante ferramenta na pesquisa científica. Geralmente, nos estudos sobre novos remédios, os voluntários são divididos em grupos, sendo que parte recebe o verdadeiro tratamento e outra parte toma os placebos.

O paciente pode ou não saber em qual categoria foi incluído, assim como o médico. Quando nenhum dos dois tem conhecimento sobre quem está usando a droga real, o estudo é chamado duplo-cego. No fim da pesquisa, é possível avaliar se o remédio trouxe efeitos positivos, comparando o estado de saúde dos voluntários que tomaram o medicamento com o daqueles que ficaram com o placebo.

Critérios para participação na pesquisa

Serão selecionados voluntários em perfeito estado de saúde e que NÃO apresentem os seguintes quadros:

  • Ter menos de 18 e acima de 60 anos de idade
  • Alergia conhecida a (componentes das) vacinas Influenza e Tríplice Viral ou eventos adversos graves à administração anterior;
  • Febre (> 38º C) nas últimas 24 horas;
  • Gravidez (também sendo recomendado às participantes que se voluntariarem que evitem a gravidez por um mês após vacinação);
  • Suspeita de infecção viral ou bacteriana ativa;
  • Vacinação para influenza nos últimos dois (2) meses;
  • Diagnóstico de COVID-19 confirmado;
  • Pessoas com algum tipo de linfoma ou neoplasia maligna ou que tiveram nos dois anos anteriores;
  • Profissionais com envolvimento direto, na concepção ou execução, deste estudo;
  • Pessoas que tenham tido registrado ausência do trabalho de ≥ quatro (4) das 12 semanas seguintes devido a qualquer motivo (férias, licença maternidade, aposentadoria, cirurgia planejada, etc).

Sobre a Faculdade da Polícia Militar

 

Inspirada nos valores e no alto padrão de exigência das maiores instituições militares do Brasil e do mundo, a Faculdade da Polícia Militar (FPM), é a primeira instituição de ensino superior particular com tradição militar do País, e tem como propósito formar profissionais qualificados e cidadãos ativos, capazes de transformar a sociedade.

O projeto foi idealizado, e também é mantido pela Fundação Tiradentes (FT), organização privada, sem fins lucrativos, responsável por prestar assistência médica e social ao policial militar e sua família. Por isso, toda a renda obtida pela FPM é revertida em benfeitorias para a própria instituição e para os policiais militares do Estado de Goiás.

Em 2017, após um rigoroso e necessário processo de estruturação e autorização de funcionamento, a FPM iniciou suas atividades, já com conceito quatro (4) no MEC e um corpo docente de referência. Os cursos ofertados, são:

› Biomedicina

› Educação Física

› Enfermagem

Atualmente, a FPM está sediada na Rua 10, nº 923 –  Setor Oeste, em Goiânia – Goiás. A instituição conta com laboratórios próprios, bem equipados para as aulas práticas, com a Academia Fitness Center, unidade administrada pela Fundação Tiradentes e próximo à Academia da Polícia Militar do Estado de Goiás (APM), onde os alunos podem realizar estágio, além de parcerias com outras instituições.

Serviço:

 

Dia: 12/11/2021 – sexta-feira

Local: Área IV – PUC Goiás (Hall do Bloco G / Clínica Veterinária)

Das 7:00 às 12:00 e das 13:30 às 17:30

          16/11/2021 – terça-feira

          17/11/2021 – Quarta-feira

Local: Campus II –  PUC Goiás

Das 7:00 às 12:00 e das 13:30 às 17:30

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo