Sexta, 07 de Maio de 2021
07 de Maio de 2021
Publicidade

Funcionários da Saúde de Aparecida protestam pelo reconhecimento de direitos

Servidores da prefeitura reclamam do descaso do prefeito Gustavo Mendanha e dos secretários municipais quanto às suas reivindicações

O Sindsaúde – Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde de Aparecida) promove uma manifestação em frente à Câmara Municipal de Aparecida nesta terça, 9. Ao Diário de Aparecida (DA), Flaviana Alves, secretária geral do sindicato, disse que o objetivo é chamar a atenção do prefeito Gustavo Mendanha e de André Rosa, secretário municipal da Fazenda, sobre os direitos dos servidores concursados da saúde de Aparecida que não são reconhecidos pela prefeitura e permanecem sem respostas, apesar dos questionamentos encaminhados aos dois e ao secretário de Saúde Alessandro Magalhães. 

Sindicatos

Para o ato estão convocados todos os profissionais concursados da saúde, entre eles, administrativos, Agentes Comunitário de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemia (ACE) de todas as unidades de saúde de Aparecida de Goiânia. Junto com o Sindsaúde está o Sindspag (Sindicato dos Servidores Públicos de Aparecida; o Sieg de Aparecida (Sieg); o0 Sindicato dos Farmacêuticos de Aparecida; e o SindACSE (Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias de Aparecida. A secretária Flaviana ressalta que toda a classe da saúde aparecidense está convidada, porém a coordenação é do Sindsaúde do município.  

Reivindicação

“Queremos o cumprimento do nosso plano de carreira no quesito da progressão, que está atrasado há um ano. Queremos também que se cumpra a proporcionalidade entre os profissionais, o que nunca foi respeitado. Pedimos também um plano de carreira específico para os motoristas e os administrativos da saúde que até hoje ganham o salário-mínimo. Apenas os condutores de ambulância ganham um pouco mais, ou um salário-mínimo e meio. A realização de concursos públicos precisa acontecer com urgência. Não dá mais para manter as relações precárias de contratos que não cobrem as áreas onde é gritante a falta de profissionais. Concurso público imediato já, é uma das frases que farão parte da nossa manifestação”, disse a secretária geral do sindicato.

Da Redação

Foto: Divulgação

Compartilhe este post: