CidadesGoiás

Goiânia é primeira cidade do País a aderir ao ‘Programa Casa Verde e Amarela – Parcerias’, do governo federal

A Prefeitura de Goiânia é a primeira cidade no Brasil a aderir ao Programa do governo federal “Casa Verde Amarela – Parcerias”, por meio do qual contratará cerca de 15 mil moradias para famílias goianienses. Lançado na última semana pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), o programa tem como objetivo facilitar o acesso de pessoas de baixa renda à casa própria.
O termo de adesão foi formalizado em Goiânia nesta quarta-feira (22/9) pelo prefeito Rogério Cruz e pelo secretário Nacional de Habitação do MDR, Alfredo Eduardo Santos, no Paço Municipal. A ação possibilitará que o Município subsidie a aquisição de imóveis por famílias com renda mensal bruta de até R$ 4 mil. O subsídio será concedido pela Prefeitura de Goiânia e poderá chegar até 20% do valor do imóvel, deduzido na entrada do financiamento.
Segundo levantamento inicial da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), cerca de 15 mil famílias deverão ser beneficiadas com esta parceria com o governo federal, reduzindo o déficit habitacional no município. “Neste primeiro momento, após a efetivação do convênio com o governo federal, cerca de três mil famílias poderão ser beneficiadas com o programa, chegando a 15 mil até dezembro de 2024″, destacou o secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação, Valfran Ribeiro.
O prefeito Rogério Cruz destaca a parceria com a União, por meio da Secretaria Nacional de Habitação e a escolha de Goiânia como uma das cidades piloto do programa, enfatizando a importância que a parceria terá na redução do déficit habitacional do Município.
“No lançamento do programa já informei ao secretário Nacional de Habitação o interesse da Prefeitura de Goiânia em aderir ao programa e ele prontamente atendeu. Esse programa vem ao encontro de um dos principais eixos de nosso plano de governo, que é a política habitacional e a diminuição do déficit de moradias no Município. Com essa parceria com a União, poderemos colocar em prática, de forma mais rápida e eficiente, nosso compromisso em viabilizar a construção de 15 mil novas moradias na capital”, afirma Cruz.
De acordo com Alfredo Eduardo Santos, as dificuldades enfrentadas pelas famílias estão expressas já no início, pois, muitos não conseguem sequer ter o valor necessário para dar entrada no imóvel. “O Programa Casa Verde Amarela vai permitir que os municípios possam entrar como parceiros destinando áreas para a construção de novos empreendimentos imobiliários, diminuindo o valor final de cada imóvel. Além disso, o valor do terreno será deduzido no valor da entrada do financiamento, possibilitando que mais famílias possam ter acesso à casa própria”, explica.
Dezembro
A expectativa da Secretaria Nacional de Habitação é que todo o processo para a adesão de Goiânia ao Programa Casa Verde Amarela – Parcerias seja concluído até dezembro deste ano, possibilitando que o Município possa firmar as primeiras parcerias com as construtoras e iniciar os primeiros processos de concessão de seleção das famílias. Para participar, o interessado deverá estar inscrito no Programa Municipal de Habitação da Prefeitura de Goiânia e manter seus dados devidamente atualizados.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo