Notícias

Goiânia registra 1.021 casos de covid-19

Goiânia registrou 38 novos diagnósticos positivos para o coronavírus nas últimas 24h, de acordo com o Informe Epidemiológico divulgado na última segunda-feira (18) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Com isso, a capital chegou a 1.021 casos confirmados da doença.

Segundo o relatório, neste mesmo período a cidade registrou uma morte, chegando a 30 o número de óbitos pela infeção. Até agora, segundo o informe, 382 pessoas se recuperaram da doença. Outras 56 seguem em isolamento domiciliar enquanto 17 estão internadas.

Mesmo com todas as ações de enfrentamento promovidas pela Prefeitura de Goiânia e do trabalho para salvar vidas, os números de casos positivos aumentam diariamente. Na sexta-feira (15), a capital registrava 904 casos da doença. Em seguida confirmou 911 casos e no domingo (17/5) o número passou para 983.

“Diante disso, reforçamos a necessidade de ações preventivas e cuidados com higiene. As pessoas precisam evitar aglomerações, lavar as mãos com frequência e utilizar álcool em gel”, destaca o superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Yves Mauro Ternes.

Os sintomas mais comuns informados pelos 485 pacientes com a investigaçnao epidemiológica concluída são tosse (62%), febre (54%), desconforto respiratório (36%), dor de garganta (32%) e dor de cabeça (28%). A edição número 46 do Informe Epidemiológico – Covid 19 pode ser acessada no portal da Prefeitura de Goiânia.

No site também é possível conferir todas as normativas baixadas pela atual gestão para o enfrentamento da doença. Desde o início da pandemia, o município tem promovido ações para conter o avanço do novo coronavírus. No dia 13 de março deste ano o município decretou situação de Emergência em Saúde Pública. Em seguida, suspendeu as atividades com aglomeração de pessoas  e o calendário letivo.

Ao mesmo tempo, instalou o Gabinete de Gestão de Crise COVID-19 e preparou a Maternidade Municipal Célia Câmara para receber pacientes infectados pelo novo coronavírus. Além disso, a gestão municipal iniciou um trabalho de fiscalização e propôs o escalonamento de horários para o início de expediente comercial.

Mayara Ferreira

Estagiário supervisionado pelo editor Jorge Borges

Arquivos relacionados