Segunda, 20 de Setembro de 2021
20 de Setembro de 2021
Publicidade

Goiás tem 0,1% de taxa de mortalidade na população vacinada

Do grupo de 1 milhão de pessoas em Goiás com o esquema vacinal completo contra a Covid-19 até o dia 3 de julho, 1.098 (0,1%) morreram pela doença. Somente 3,2 mil (0,3%) precisaram ser hospitalizados após diagnóstico da infecção e 47,9 mil (4,5%) desenvolveram casos leves. O titular da SES-GO, Ismael Alexandrino, diz que o número demonstra o êxito da vacinação. “Isso mostra que todas as vacinas disponíveis com mais de 60% de eficácia com a aplicação das duas doses protegem e são seguras. Não deixem de se vacinar. Esta é uma estratégia de proteção individual, mas também coletiva, pois quanto mais temos pessoas vacinadas, o risco para quem não se vacinou diminui”, adverte, em entrevista ao jornal O Popular.

Atualmente, 95% das pessoas com idade de 70 anos ou mais já completaram o esquema vacinal e 84% daqueles com idade entre 60 e 69 anos também já estão totalmente protegidos. A cobertura vacinal completa das pessoas com 59 anos ou menos está abaixo de 20%. Em relação à aplicação da primeira dose, a cobertura vacinal é maior entre os idosos e tem caído gradativamente com a diminuição das faixas etárias. Nas pessoas com idade entre 30 e 39 anos, apenas 60% das mulheres e 51% dos homens se vacinaram.

A maioria das pessoas que precisou de internação e que morreu tinha alguma comorbidade ou era idosa que já possuía um organismo mais fragilizado. “Não é nem a questão da Covid-19 em si. Se fosse, por exemplo, uma pneumonia comunitária, essas pessoas também estariam frágeis”, completa Ismael ao jornal. (E.M.)

Compartilhe este post: