Sexta, 07 de Maio de 2021
07 de Maio de 2021
Publicidade

Governo de Goiás compra mais 50 respiradores e recebe doação de outros cinco da Enel

Objetivo é ampliar leitos de UTI para Covid-19. Os aparelhos já estão em Goiânia

Da Redação

Com total segurança e transparência no processo de compra, o Governo de Goiás adquiriu mais 50 respiradores para equipar e abrir novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos Hospitais de Campanhas (HCamp) e demais unidades que têm alas exclusivas para a Covid-19 no Estado. Além destes, a Enel também fez a doação de cinco aparelhos adquiridos do mesmo fornecedor. Os equipamentos já estão em Goiânia e chegam, na tarde desta sexta-feira (07), ao almoxarifado da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Como a Covid-19 é uma doença respiratória, os equipamentos adquiridos pelo Estado são essenciais para garantir a assistência aos pacientes com o quadro mais grave da doença. Os respiradores são de um fabricante italiano que, após o controle local da pandemia, iniciou a venda do excedente de produção para outros países. Contando toda a logística com transporte e escolta dos equipamentos, o governo estadual investiu R$ 82.489,80 por unidade adquirida – totalizando R$ 3.491.218,75 aplicados na aquisição dos 50 respiradores.

A distribuição dos ventiladores pulmonares deve seguir critérios técnicos, conforme demanda estabelecida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO).

Processo de compra

A aquisição dos respiradores foi monitorada pelo Comitê Intersecretarial, criado pelo governador Ronaldo Caiado para acompanhar processos de compra ou contratações no período de emergência em saúde pública. O grupo possui representantes da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), Controladoria-Geral do Estado (CGE), Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-GO) e Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Segundo o Comitê Intersecretarial, o primeiro chamamento público para coleta de preços dos respiradores foi publicado em 16 de abril. Na ocasião, 12 propostas passaram por análise e somente uma delas atendeu às especificações técnicas solicitadas. Porém, o prazo de entrega era extenso – 180 dias –, o que tornou inviável a conclusão da compra devido à urgência dos equipamentos.

Em novo chamamento, publicado no dia 12 de maio, dois fornecedores se encaixaram nos requisitos: a Camera Di Commercio Italo Brasiliana, que apresentou os aparelhos da fábrica italiana Siare Engineering International Group s.r.l., e a Belog Brasil. As duas se comprometeram em entregar os equipamentos quase que de forma imediata. O critério menor preço foi decisivo para fechar o contrato, já que a concorrente pediu R$ 118 mil por cada respirador.

Para reforçar a segurança no processo de aquisição e entrega dos ventiladores pulmonares, a SSP-GO realizou uma pesquisa sobre a empresa, junto ao Consulado e à Polícia Italiana. Tal levantamento apontou que não há nada que desabone a empresa.

 

Compartilhe este post: