Sábado, 24 de Julho de 2021
24 de Julho de 2021
Publicidade

Governo de Goiás coordena captação de 22 órgãos e tecidos

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), coordenou a captação de 22 órgãos e tecidos na última semana, sendo dez rins, oito córneas, três fígados e um coração. Esse número é reflexo de uma força-tarefa realizada em três hospitais estaduais, localizados em Goiânia e Santa Helena de Goiás. As famílias de cinco pessoas que tiveram diagnóstico de morte cerebral confirmado consentiram e autorizaram os procedimentos. Além de pacientes do Estado, as doações beneficiaram cidadãos que aguardavam na fila no Distrito Federal (DF) e em São Paulo.

Segundo a gerente de Transplantes da SES-GO, Katiúscia Freitas, desde o início da crise sanitária da Covid-19, a gestão estadual, por meio das Organizações de Procura de Órgãos localizadas dentro dos hospitais, tem se esforçado para manter as captações e transplantes. “Em abril do ano passado não tivemos nenhuma doação devido a adaptação do sistema de transplantes à pandemia. Já com os resultados dessa semana, iniciamos o mês com cinco consentimentos familiares efetivos”, destacou a gerente. Em 2021, de janeiro a março, 24 doações foram realizadas em Goiás, mantendo a média de oito por mês. 

Captações
Os doadores tinham entre 16 e 53 anos. Das cinco pessoas, duas se encontravam no Hospital Estadual de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo); duas no Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste Dr. Albanir Faleiros Machado (Hurso), em Santa Helena de Goiás; e uma no Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

Na captação do Hugol, além de todo empenho das equipes da Gerência de Transplantes da SES-GO e do hospital, houve o apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBM-GO) para transporte de um coração até o Aeroporto Santa Genoveva, na capital. No local, a Força Aérea Brasileira (FAB) aguardava para levar o órgão até o DF para a realização do transplante. Dois rins também foram captados durante o procedimento, sendo que ambos foram destinados para pacientes que aguardavam na fila do próprio Estado. 

Já no Hurso, a logística para transporte dos dois fígados pela equipe da FAB  foi mais ágil pelo uso da estrutura do recém inaugurado aeroporto de Santa Helena de Goiás. As captações realizadas no local foram realizadas sequencialmente, sendo esta a primeira vez que a unidade efetuou dois procedimentos deste tipo no mesmo dia. “O empenho e mobilização das equipes foi decisiva para que não ocorresse nenhuma intercorrência”, destacou Katiúscia Freitas. Também foram doados quatro rins para pessoas de Goiás e São Paulo; e quatro córneas, sendo todas destinadas para transplantes em unidades goianas. 

No Hugo, foram duas doações em sequência. As cirurgias tiveram início na noite de quinta-feira (08/04), sendo finalizadas na madrugada de sexta-feira (09/04). No local foram captados quatro rins e quatro córneas, sendo todos destinados para pacientes que aguardavam na fila em Goiás; além de um fígado, que foi direcionado para uma pessoa no DF. Ao todo, nove órgãos foram doados no local, finalizando a sequência das cinco doações realizadas no Estado durante a semana.

Compartilhe este post: