Quarta, 28 de Julho de 2021
28 de Julho de 2021
Publicidade

Governo de Goiás libera igrejas, salões de beleza e construção, mas exige uso de máscaras

Novo decreto de flexibilização das restrições devido à pandemia do coronavírus foi emitido pelo Governador Ronaldo Caiado

Na manhã desta segunda-feira, 20, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), anunciou a flexibilização das restrições devido à pandemia do novo coronavírus, que incluem a permissão para celebrações religiosas e atividades de salões de beleza, oficinas e construção civil, e deu autonomia às prefeituras para decidirem sobre a abertura de alguns setores. Ele apontou que o novo decreto será referência para todo o País.

Caiado defende que o decreto que libera atividades religiosas, da construção civil, salões de beleza, oficinas, indústrias e dá autonomia a municípios é para dar condições de combate ao coronavírus e ao mesmo tempo permitir a retomada econômica. “Levamos em conta tudo as ações para que a passagem do coronavírus cause o menor número de óbitos, e também se evite situações que dificultem o retorno de nossa economia e atividades sociais”, disse.

No novo decreto, o Governo determina também que toda a população, quando tiver de sair de casa, deverá utilizar máscaras de proteção facial, “confeccionadas de acordo com as orientações do Ministério da Saúde”. Ao contrário do decreto anterior, válido por 15 dias, este não tem prazo definido e a análise será dia a dia. A situação de emergência na saúde pública, porém, tem validade de 150 dias.

De acordo com ele, o funcionamento de algumas atividades terá de ter plano de contingência e os municípios poderão impor restrições adicionais ou flexibilizar as regras desde que fundamentados em nota técnica da autoridade sanitária local e limitadas a atividade exercida por microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais.

Compartilhe este post: