Sábado, 24 de Julho de 2021
24 de Julho de 2021
Publicidade

Graer prende casal que usava drone para enviar drogas e celulares ao presídio de Aparecida

Polícia realizou buscas nos Setor Village Garavelo, Jardim Tropical e Continental, localizado no município de Aparecida para encontrar os suspeitos

Edna Barbosa 

Após denúncia de que um carro circulava várias vezes pelo o mesmo trajeto que dá acesso ao presídio de Aparecida de Goiânia, os policiais do Grupo de Radiopatrulha Aérea do Estado de Goiás – GRAER, deram início a um intenso patrulhamento nas redondezas do local. Ao perceber atitude suspeita de um carro que transitava pelas localidades, fizeram abordagem e dentro do carro, estava um casal de posse de um drone, que segundo a polícia, era usado para envio de objetos ilícitos para dentro do presídio. 

O tenente George Augusto, do Graer, explicou como o casal agia para praticar esse tipo de crime. ” Na abordagem do veículo conseguimos identificar duas pessoas que estavam ali, associadas ao crime e cometendo esse tipo de delito. Logo percebemos que o veículo tinha as mesmas características repassadas na denúncia. O motorista usava o carro para trabalhar no transporte de pessoas, porém ele também fazia parte do esquema. Ele armazenava o drone e transportava o piloto”, disse o tenente. 

Segundo as informações policiais, o homem era motorista de Uber e transportava a namorada dele, que guardava na residência dela, o controle do drone, que depois era repassado para uma outra pessoa que o controlava. “Cada serviço desse era semanal e custava R$ 700. O drone tinha capacidade para fazer viagens com até mil kg”, afirmou. 

Compartilhe este post: