Notícias

Guarda Civil bate recorde em apreensão de material com cerol

Balanço parcial da operação “Pipa sem Cerol”, realizada pela Guarda Civil Metropolitana em Goiânia, tem números surpreendentes. Foram apreendidas cerca de 1.562 pipas e mais de 2.500 latas de linhas com cerol, aproximadamente 750 quilômetros de material cortante, durante todo o período da pandemia da COVID-19.

Desde o mês de março, a GCM vem atendendo ocorrências relacionadas ao uso de cerol e outras linhas cortantes com um aumento de 79% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2019 foram 159 contra 285 neste ano.

De acordo com o comandante da GCM, Wellington Paranhos, a corporação vem realizando, há onze anos, a campanha contra o uso do cerol, trabalhando para evitar acidentes, que muitas vezes são fatais.

“Em relação ao material recolhido pelas equipes, em 2017 foram 184 latas/carretéis, o equivalente a 300 mil metros de linhas; em 2018 foram 600 latas/carretéis, com 700 mil metros do material cortante; em 2019 foram apreendidas 110 mil metros, uma queda significante. Porém, este ano tivemos uma  surpresa com um número maior de apreensão desse material, onde acreditamos que seja devido ao tempo ocioso das pessoas em casa”, frisa.

Para se ter uma ideia da quantidade de material apreendido, se fosse colocado em linha reta, daria 750 km, uma distância de Goiânia ao município de Correntina, na Bahia.

Vale ressaltar que todo o material recolhido é enviado para a empresa parceira da corporação Magia do Papel que recicla parte desse material e descarta o que não pode ser reutilizado como carretéis contendo cerol, linha chilena, indonésia e linha de anzol e faz doação do material reciclado à comunidade carente, como pipas e linhas puras.

Segundo o Observatório de Violência e Segurança da GCM, as regiões com maior número de ocorrências até o momento são: Noroeste com 57; Leste com 47; Oeste tem 46; Sudoeste com 45; Norte tem 40; Central com 28 e Sul com 22 totalizando 285 ocorrências desde março até 2 de agosto.

 

Mayara Ferreira

Estagiária supervisionada pelo editor Jorge Borges

Arquivos relacionados