Quinta, 05 de Agosto de 2021
05 de Agosto de 2021
Publicidade

Homem usa garrafa de pinga para agredir companheira com golpes na cabeça

De acordo com denúncia elaborada pelo promotor de Justiça Cláudio Braga Lima, do Ministério Público de Goiás (MP-GO), o crime ocorreu por volta das 17h do dia 28 de março deste ano em uma residência no Setor Asa Branca, em Goiânia. Segundo o promotor, a vítima e o denunciado se relacionavam havia cerca de seis meses, moravam juntos numa mesma casa e viviam um relacionamento marcado pela violência doméstica. “Fruto do comportamento agressivo e doentio do denunciado”, narrou o promotor de Justiça.
Cláudio Braga relatou ainda que na data do crime, um domingo, o casal foi convidado a ir até a casa de uma amiga para comer e beber no decorrer do dia. Por volta das 17h, segundo a denúncia, já embriagado, o autor, Francisco Gomes dos Santos, passou a demonstrar com agressividade o ciúme que sentia da vítima.
O homem passou, então, a discutir e agredir a vítima, Andressa da Costa Silva, com tapas. Em seguida, pegou uma garrafa de pinga e golpeou a cabeça da companheira, causando-lhe lesões corporais que a fizeram cair ensanguentada no chão. Um dos convidados chegou a segurar o braço do denunciado, para impedi-lo de continuar as agressões, mas Francisco, não satisfeito, alcançou uma segunda garrafa e novamente acertou a cabeça da mulher, que ainda estava caída no chão, desorientada.
“O agressor ainda tentou perfurar a vítima com cacos de vidro, mas acabou sendo contido pelas pessoas que estavam na casa, até a chegada da Polícia Militar, que o prendeu em flagrante”, confirmou o promotor de Justiça.

Penalidades
De acordo com o promotor de Justiça, a tentativa de homicídio foi praticada contra a mulher por razões da condição do sexo feminino, num contexto de violência doméstica e familiar, tendo restado caracterizada a relação íntima de afeto entre as partes. O juiz Jesseir Coelho de Alcântara fez questão de ressaltar que Francisco Gomes dos Santos está preso na Casa de Prisão Provisória (CPP).

Compartilhe este post: