Quinta, 25 de Fevereiro de 2021
25 de Fevereiro de 2021

Idosa de 90 anos e mais cinco pacientes são curados da Covid-19 no HMAP

Dona Maria José deu entrada na unidade no dia oito de junho, com sintomas de falta do ar e fraqueza e falta de apetite e com diagnóstico positivo para Covid-19

Maria José Leite Faria, de 90 anos, e mais cinco pacientes que estavam em tratamento da Covid-19 receberam alta na tarde desta quinta-feira, 18, no Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP). Eles vão seguir em isolamento social em casa.

Antes de retornar para casa, os pacientes foram aplaudidos pelos colaboradores do HMAP, a ação simboliza a vitória contra o novo coronavírus. Dona Maria José deu entrada na unidade no dia oito de junho, com sintomas de falta do ar e fraqueza e falta de apetite e com diagnóstico positivo para Covid-19. Foi encaminhada para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde ficou por dois dias e com a melhora do quadro foi para enfermaria, onde permaneceu por sete dias até a alta.

Além da idade, Dona Maria José possui outros fatores de risco, hipertensão e diabetes. A filha da paciente, Marilucia, com os olhos marejados falou que chegou a acreditar que mãe não iria se recuperar do Covid-19. “Eu quero agradecer a cada equipe que cuidou da minha mãe. Vocês estão todos de parabéns. Muito obrigada, que Deus abençoe Vocês, Minha mãe tem 90 anos e está curada. Agradeço primeiramente a Jesus e depois a vocês”, relatou.

Maria Betânia de Lima, de 40 anos, e Eliana Alves Ferreira, de 57 anos, chegaram ao HMAP no dia 14 de junho, ambas com sintomas de tosse e falta de ar. As pacientes não precisaram ir para UTI, e no período de internação permaneceram na enfermaria Covid.

Ariete Francisco de Lima Pires, de 57 anos, Deisy Fernandes e Elisa Ribeiro de Albuquerque, ambas de 32 anos, deram entrada na unidade de saúde no dia 15 de junho e ficaram internadas na enfermaria do hospital até a alta.

Segundo a diretora de humanização do HMAP, marlete silva a recuperação de cada paciente sensibiliza todos os colaboradores da unidade. “A cada alta a equipe se sente vitoriosa. A dedicação de todo o grupo tem sido fundamental para a gente conseguir cumprir nosso compromisso com a saúde”, ressaltou.

Compartilhe este post: