Terça, 20 de Abril de 2021
20 de Abril de 2021
Publicidade

Inquéritos vão apurar início de motim na penitenciária de Aparecida

Operação da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP), realizada por meio das polícias Penal e Militar, nesta sexta-feira (19/02), resultou na rápida retomada do controle e disciplina na Ala A da Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG), após princípio de motim de presos no local. Durante a desordem provocada pelos custodiados, três deles ficaram feridos, tiveram atendimento médico e não correm risco de morte.

Toda a ação foi coordenada pelo diretor-geral de Administração Penitenciária, tenente- coronel Franz Marlus Rasmussen. Segundo ele, por ordem do governador Ronaldo Caiado, “ já foi o tempo em que os presídios eram comandados por quadrilha”.

Em entrevista coletiva à imprensa, o superintendente de Segurança Penitenciária da Polícia Penal de Goiás, Jonathan Marques, falou do rigor para a disciplina nas unidades prisionais. “Nós não vamos esmorecer perante a criminalidade, vamos continuar para garantir o devido cumprimento da pena, conforme a lei”, ressaltou.

Ele informou que o fato será apurado pelas autoridades policiais competentes. Procedimentos administrativos internos já foram instaurados, nos parâmetros legais, para aplicação das sanções disciplinares aos detentos envolvidos na ocorrência.

Participaram da ação conjunta policiais penais do Grupo de Operações Especiais (GOPE) e policiais militares de grupos especiais, com apoio do corpo de bombeiros.

Apreensões
Logo após o controle da ordem no local, a administração penitenciária deu início às revistas nas celas da Ala A da POG. As primeiras apreensões mostram três armas de fogo, celulares, facas e até um kit de rajada, entre outros itens. As revistas continuam ininterruptamente no local por todo o fim de semana. Um levantamento dos danos na estrutura física também está em andamento para os reparos necessários.

Compartilhe este post: