Sábado, 24 de Julho de 2021
24 de Julho de 2021
Publicidade

Internado para tratamento da Covid-19, Mendanha não transfere cargo ao vice

Prefeito de Aparecida está hospitalizado, mas, por enquanto, não pensa em licença e em posse do vice Vilmar Mariano

Da Redação 

O prefeito Gustavo Mendanha (MDB) segue internado com respiração espontânea e uso de oxigênio para tratar a Covid-19 na Clínica Santa Mônica, em Aparecida. Segundo informações da Secretaria Municipal de Aparecida (Secom), Mendanha não pretende entrar em licença, pelo menos por ora, não existindo cogitação sobre a transferência do cargo ao vice-prefeito Vilmar Mariano (MDB), o Vilmarzim. 

Segundo o último boletim médico sobre as condições do prefeito de Aparecida, ele encontra-se estável e sem apresentar complicações. Mas, em meio a uma verdadeira guerra sanitária, surgem críticas sobre a ausência da maior autoridade do município, o que poderia em tese prejudicar o enfrentamento à Covid-19 ao exigir acompanhamento e decisões diárias, dada a gravidade da 2ª onda da pandemia. Mendanha e Vilmarzim passaram por um desentendimento no início do ano, mas, com a nomeação de um irmão do vice-prefeito para uma secretaria executiva, a crise foi superada. 

Ele mesmo, Vilmarzim, tem dito que não vê a necessidade de afastar Mendanha do cargo, já que o seu estado de saúde permite que tome conhecimento dos assuntos da prefeitura e decida sobre o que fazer. Essa opinião, contudo, foi dada pelo vice quando o titular do cargo estava em casa, iniciando o tratamento contra a Covid-19. 

Agora, novamente ouvido pelo Diário de Aparecida, o vice-prefeito disse que, enquanto não se completar 15 dias de afastamento do prefeito, não há necessidade do vice assumir. Vilmarzim não acredita que Mendanha ficará internado por todo esse tempo: “Estarei acompanhado de perto, nada será prejudicado, principalmente quanto ao combate ao coronavírus. Há, inclusive, um comitê cuidando dessas medidas, por isso não há risco”, resumiu o vice.

O Diário de Aparecida pediu informações à Secretaria municipal de Comunicação, que encaminhou o seguinte comunicado:

Nota da Secom: “O prefeito Gustavo Mendanha encontrava-se trabalhando remotamente e apenas na quinta-feira, 1º, foi internado no Hospital Santa Mônica para tratamento da Covid. Caso haja necessidade, será solicitada a licença e o vice-prefeito Vilmar Mariano assumirá a função como prefeito em exercício.”

Compartilhe este post: