D6Goiás

Investimentos do Governo de Goiás em Anápolis alcançam a marca de R$ 140 milhões

O Governo de Goiás já investiu, em dois anos e meio de gestão, mais de R$ 141 milhões em Anápolis. Os recursos contemplam as áreas de educação, saúde, habitação, infraestrutura e retomada da economia.

Nos meses de junho e julho deste ano, o governador Ronaldo Caiado inaugurou obras e entregou diversos benefícios no município. Entre as ações está a sanção da lei que autoriza a transferência de 175 hectares da Plataforma Logística Multimodal de Anápolis para a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego). A nova área propiciará a implantação de, pelo menos, mais 108 empreendimentos e a geração de, inicialmente, 5 mil empregos, no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia).

No mesmo evento, realizado em 27 de julho, foi assinado termo de assentamento para expansão de quatro empresas no Daia, com investimento privado de R$ 56,4 milhões, além da autorização de uma agência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios).

A unidade dos Correios terá uma estrutura de 1,1 mil metros quadrados de área construída, com estacionamento de veículos e espaço para carga e descarga de encomendas. Com foco na pessoa jurídica, o objetivo é oferecer atendimento personalizado aos empresários e reduzir o custo dos clientes.

Nascido em Anápolis, Caiado falou sobre o constante desenvolvimento da cidade. “Não tenho dúvidas que Anápolis está se tornando uma das cidades mais modernas do Brasil. Podem ter certeza: o futuro de Anápolis é muito próspero”, afirma.

No dia 15 de julho, Caiado e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinaram o Memorando de Entendimento (MoU) para a implantação do Centro de Excelência em Tecnologia Ferroviária (CETF), em Anápolis. Projetada para ser o maior complexo tecnológico e de inovação deste modal na América Latina, a estrutura deve receber investimentos superiores a R$ 60 bilhões, em 10 anos.

O CETF ficará no Centro de Convenções de Anápolis, local estratégico sob ponto de vista logístico, por estar às margens da BR-060, próximo ao Daia e à ferrovia Norte-Sul. A plataforma deve começar a operar até o final deste ano. “No mês do aniversário, a cidade mostra sua capacidade de desenvolver o que existe de mais moderno. Estamos trazendo novas alternativas, novas tecnologias e os maiores empreendimentos, dando a dimensão que nossa querida Anápolis merece”, afirmou o governador Ronaldo Caiado.

Ainda neste mês, o governador entregou a revitalização do Vapt Vupt situado no Anashopping, que contou com destinação de R$ 156.606,54 para execução de melhorias estruturais, como troca de piso e pintura completa. Com 88 funcionários, a unidade tem capacidade para efetuar cerca de 20 mil atendimentos mensais. “Temos que atender o cidadão. Estado tem que ter a mão estendida”, pontuou Caiado durante a inauguração.

Além desses investimentos, no final de junho, Caiado inaugurou o Centro de Pesquisas e Educação Científica (Cepec) da Universidade Estadual de Goiás (UEG), que recebeu investimento de R$ 2,5 milhões para atuação em diversas áreas de conhecimento, com área total de 1.944 metros quadrados.

Os recursos são oriundos do Tesouro Estadual e de convênio celebrado com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Na oportunidade, também foi formalizada a compra da Fazenda-Escola da UEG de Ipameri, no valor de R$ 4,5 milhões.

Economia

Para fomentar a retomada do crescimento econômico em Goiás e em Anápolis, em função das consequências da Covid-19, o Estado também investiu na atração de indústrias e empresas.

Uma das ações executadas foi a assinatura de protocolos de intenção para a implementação ou ampliação de 23 empreendimentos no município, com previsão de aplicação de recursos na ordem de R$ 4 bilhões.

A expectativa é que de essas empresas e indústrias promovam a geração de 22.562 empregos, sendo 5.936 diretos e 16.626 indiretos.

Mais empregos

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), órgão ligado ao Ministério da Economia, apontou saldo positivo entre admissões e demissões nos últimos dois anos, em Anápolis. Em 2019, o saldo foi de 1.142; em 2020, de 4.973; e até maio de 2021, de 3.951.

Já em parceria com o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), foram firmados 310 contratos em 2019, que resultou em operações de crédito no valor de R$ 195 milhões e na criação de até 10.752 empregos diretos.

Em 2020, o número de contratos de financiamento do FCO, para empresas do município, foi de 226, com valor de operação de R$ 52,5 milhões, e geração de 2.116 empregos diretos. Neste ano, até 30 de junho, foram assinados 40 contratos, no valor de R$ 17 milhões, que resultaram em 737 empregos diretos.

Somado a isso, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Retomada, oferta vagas de emprego semanalmente dentro do Programa Mais Empregos. Os interessados podem ter acesso às vagas em qualquer uma das agências do Vapt Vupt ou pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine).

Além do mais, a pasta disponibiliza o Programa Mais Crédito, que disponibiliza serviços aos autônomos, micro e pequenos empresários de Anápolis, assim como empréstimos sob tarifas diferenciadas.

Educação

A rede estadual de educação em Anápolis recebeu, por parte do Governo de Goiás, o montante de R$ 34,5 milhões, de janeiro de 2019 a julho deste ano.

Foram investidos R$ 19,3 milhões em melhorias na infraestrutura das 49 unidades de ensino do Estado no município.

Também foram destinados R$ 6,8 milhões para a compra de equipamentos como computadores, materiais de laboratório, utensílios de cozinha e serviço de internet.

O Programa Estadual Dinheiro Direto na Escola (Pró-Escola) destinou R$ 3,9 milhões para a manutenção das unidades.

Além disso, o Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está distribuindo a todos os 30.155 alunos da rede estadual na cidade, uniformes, tênis e kit escolar, um investimento de mais de R$ 3,5 milhões. Foram gastos ainda R$ 820 mil para garantir a segurança alimentar dos estudantes, por meio do Cartão Alimentação.

Saúde

Uma das obrigações do Estado, que deixou de ser cumprida em anos anteriores, é o repasse de recursos para a Saúde dos municípios, o que garante que as prefeituras consigam executar programas e ações que fortalecem as políticas de saúde.

Desde 2019, o Governo de Goiás já repassou mais de R$ 53,8 milhões para a saúde de Anápolis. Foram R$ 16,3 milhões, em 2019; R$ 30,7 milhões em 2020 e R$ 6,8 milhões em 2021.

Vale lembrar que do valor pago em 2020, R$ 7,6 milhões foram referentes a um repasse extra feito pelo Governo de Goiás, em dezembro.

O Huana

Anápolis conta com o Hospital Estadual de Urgências Dr. Henrique Santillo (Huana), que presta atendimento de alta e média complexidade em urgência e emergência.

O local possui 132 leitos de internação, sendo 51 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), divididos em 21 para casos de Covid-19 e 30 para situações gerais.

Além desta unidade, o Estado mantém um convênio, desde 2019, com a Santa Casa de Misericórdia de Anápolis. O contrato prevê repasse mensal de R$ 599 mil para custeio das internações de UTI e cirurgias eletivas.

Infraestrutura

Por meio da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), o Estado realiza a revitalização do Aeródromo de Anápolis.

No local são executados os serviços de recomposição do asfalto em concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ) no pátio de aeronaves, e microrrevestimento na pista de pouso e no taxiway, além da revitalização integral da sinalização horizontal das pistas. O investimento é R$ 2,1 milhões.

Também é realizado o serviço de recapeamento de 35,1 quilômetros da GO-437, entre Anápolis e Gameleira, com tratamento superficial duplo (TSD) e microrrevestimento, no valor de R$ 7,4 milhões e recapeamento de 33,2 quilômetros da GO-222, entre Anápolis e Nerópolis, com TSD e CBUQ, com investimento de R$ 3,1 milhões.

Outra obra em andamento é o Anel Viário do Daia, com recuperação de processos erosivos no segmento situado na transposição do Rio Extrema. A previsão de investimento é de R$ 1,8 milhão.

Habitação

Só em Anápolis foram entregues 420 unidades habitacionais pelo Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab). Com o objetivo de reduzir o déficit de moradias, foram investidos R$ 43,2 milhões no Residencial Jardim Cerrado I e II, entre recursos estaduais e federais. A primeira obra foi entregue aos moradores em 14 de maio de 2019.

Estão em execução as obras de mais 161 moradias, sendo 112 no Residencial do Cerrado III, 25 no Residencial Boa Esperança IV, e 24 unidades no Loteamento Chácaras Americanas. Somados, os empreendimentos recebem mais de R$ 19,4 milhões em investimento, também entre verbas do Estado e da União.

Além destas, está em andamento a construção da cobertura de uma quadra de esportes no Educandário Espírita de Anápolis, localizada no setor Jundiaí, com recurso de R$ 405 mil. A população que reside no bairro Morada Nova ainda contou com o serviço de regularização fundiária; 53 escrituras estão em fase de registro no cartório para, em breve, serem entregues aos proprietários.

Você pode se interessar:

Comments are closed.

Mais em:D6