Notícias

Itego em Santo Antônio do Descoberto planta hortaliças para doar à comunidade em tempos de quarentena

Além das doações, a unidade de ensino também incentivará o plantio caseiro de hortaliças, vegetais e legumes para consumo e incremento da fonte de renda da população

Diante das medidas tomadas em todo Estado no combate ao coronavírus, o Instituto Tecnológico do Estado de Goiás (Itego) Sarah Luísa Lemos Kubitschek de Oliveira, em Santo Antônio do Descoberto, plantou mais de mil mudas de hortaliças que serão doadas à população em estado de vulnerabilidade social no município e região.

A iniciativa prioriza a plantação de hortaliças, vegetais e legumes que podem ser colhidos em até 30 dias após o plantio, como, por exemplo, alface, couve, rabanete, espinafre, pepino e coentro.

De acordo com o diretor da unidade, Leandro Nery, o objetivo da instituição é promover a solidariedade durante este tempo de isolamento social e também uma forma de combater a desnutrição, a fome e oferecer mais variedade no prato de famílias carentes.

O Itego em Santo Antônio do Descoberto atende hoje mais de mil alunos com cursos de qualificação e capacitação profissional e cursos técnicos. Atualmente as aulas estão sendo realizadas na modalidade de Ensino à Distância (EAD) e o contato dos alunos com os professores é apenas por e-mail ou pelo telefone.

Pensando em estimular a produção de hortas comunitárias na região em prol de uma alimentação mais saudável para todos, a diretoria da unidade vai distribuir a quem interessar vídeos com orientações de profissionais ensinando como implementar sua própria horta em casa e ainda os cuidados necessários com o solo. A meta do projeto para este primeiro momento é a produção de 10 mil mudas que também serão destinadas à doação para o incentivo da implementação da horta comunitária.

A horta na unidade e as orientações em vídeo estão sendo feitas pelos professores do Itego João Gomes, que é mestre em Ciências Agrárias (Agroecologia) pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e José Raimundo Ludovico, doutor em Engenharia Florestal pela Universidade de Brasília (UNB).

Leandro Nery explica que o objetivo da iniciativa vai além da promoção gratuita de uma alimentação saudável. “Além das doações que faremos após o cultivo, o nosso projeto tem como foco incentivar a horta comunitária nos lares de nossa região e promover o índice de desnutrição e até a comercialização via delivery desses produtos, gerando o incremento da renda dessas famílias, que muitas vezes estão sem trabalho neste momento”, enfatiza o diretor.

O projeto do Itego de SAD acrescenta positivamente no conjunto de ações que o governo estadual tem realizado para ajudar e melhorar a qualidade de vida da população goiana durante a quarentena imposta pelo decreto de 13 de março. “Precisamos nos unir durante este momento delicado que o mundo vive e contribuir da forma que podemos e que está ao nosso alcance para passarmos por tudo isso juntos em busca de dias melhores”, finalizou Nery.

Quem se interessar em montar sua horta em casa ou receber a doação das hortaliças, pode entrar em contato com a unidade de ensino pelo telefone (61) 3606-3543 em horário comercial.

Gustavo Martins

Estagiário supervisionado pelo editor Jorge Borges

Arquivos relacionados