Terça, 20 de Abril de 2021
20 de Abril de 2021
Publicidade

Jânio Darrot sai do PSDB e entrega o partido reduzido a pó-de-traque

Após dois anos à frente da executiva estadual do PSDB, o empresário e ex-prefeito de Trindade Jânio Darrot anunciou que não pretende permanecer à frente do comando do partido, confirmou que também vai se desfiliar da legenda e que vai ingressar no Patriotas, sigla comandada em Goiás pelo também empresário e ex-secretário da Fazenda Jorcelino Braga.

Sob a presidência de Jânio Darrot, o PSDB definhou em Goiás, massacrado nas urnas por duas acachapantes derrotas eleitorais consecutivas em 2018 e 2020. Ele recebeu o partido com 75 prefeitos e está entregando com 20, dos quais a metade deve procurar filiação em partidos da base do governador Ronaldo Caiado, reduziu a bancada de deputados federais para um apenas, Célio Silveira, que também está deixando a legenda, e a representação na Assembleia com somente 6 parlamentares – dois, Sebastião Caroço e Diego Sorgatto, saíram, sendo que assumiu o suplente Francisco de Oliveira, fechando a conta em 5 deputados estaduais tucanos.

Ano passado, antes das eleições municipais, Jânio Darrot chegou a adiantar a sua decisão de renunciar à presidência do PSDB, já vislumbrando, na época, uma nova e iminente derrota nas urnas. Foi convencido pelo ex-governador Marconi Perillo a seguir em frente.

Lançado pré-candidato a governador, em recente reunião da cúpula tucana, mesmo assim Jânio Darrot não recusou da decisão de se desfiliar do PSDB e ingressar no Patriotas, não para postular o Palácio das Esmeraldas em 2022, mas para concorrer à Câmara Federal. Ele provavelmente vai ser acusado de traidor, já que o ex-governador Marconi Perillo conta com a sua candidatura à Câmara para alcançar quociente eleitoral para a chapa e garantir a eleição dele mesmo, Marconi, para deputado federal. 

Helton Lenine

Compartilhe este post: