Sábado, 24 de Julho de 2021
24 de Julho de 2021
Publicidade

Jorge Kajuru: “O Palácio está
tremendo. E também temendo”

Helton Lenine 

O senador goiano Jorge Kajuru (Cidadania/foto) afirmou que o Palácio do Planalto está “tremendo” devido à CPI da Covid-19, que investigará a atuação do Governo Jair Bolsonaro no enfrentamento à pandemia da Covid-19. “O Palácio está tremendo. E não só tremendo, está temendo. E o medo faz esse tipo de comportamento explosivo principalmente por parte do presidente.”

Sai do Cidadania
Jorge Kajuru vai solicitar desfiliação do Cidadania, a pedido da direção nacional, que não aprovou o gesto do senador goiano de gravar telefonema que fez ao presidente Jair Bolsonaro.

Agravante
No áudio, o presidente, tentando convencer o parlamentar a mudar o foco da CPI, diz que, se não incluírem governadores e prefeitos, apenas ele e seu governo serão responsabilizados.

Indução
Bolsonaro também induz Kajuru a fazer representações pelo impeachment de ministros do STF. O senador promete a Jair Bolsonaro que vai mudar o objeto da CPI.

Aos poucos
O prefeito Gustavo Mendanha (MDB) segue trabalhando, em casa, através de videoconferência. Ele teve Covid-19 e perdeu o pai, Léo Mendanha.

Estagiários
O presidente da Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia, André Fortaleza (MDB), determinou a contratação de 52 estagiários, sendo dois para cada gabinete e dois para a presidência.

Ex-vereadores
O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), nomeou dois ex-vereadores como novos secretários da Cultura e dos Direitos Humanos e Políticas Afirmativas. Zander Fábio assume o comando da pasta da Cultura e a Dra. Cristina Lopes vai comandar a pasta dos Direitos Humanos.

A favor
O senador Luiz do Carmo (MDB-GO) disse que assinou requerimento para estender a CPI da Covid também para Estados e municípios. De acordo com o emedebista, a investigação tem que ser ampla, independente e justa, sem qualquer interesse pessoal.

Restrição
Aparecida de Goiânia voltou às regras do cenário amarelo, que prevê fechamento por um dia em cada macrozona de toda a cidade no domingo.

Criminalidade
Segundo o boletim que traz os indicadores criminais do Estado de Goiás, referente ao primeiro trimestre de 2021, houve queda significativa no número de crimes letais intencionais em Goiás, que variou 20% negativamente em relação ao mesmo período do ano passado.

Criminalidade II
Já a redução de crimes contra o patrimônio, como roubo a residências, por exemplo, foi de 44% neste primeiro trimestre de 2021.

Criminalidade III
Os dados apontam, também, que Goiás registrou no mês de março deste ano o menor número de homicídios da última década, quando o índice começou a ser medido a partir da criação do Observatório de Segurança Pública, em 2011.

Criminalidade IV
A relevante queda dos índices da criminalidade em Goiás, que é sentida muito claramente pela população nas ruas das grandes cidades do Estado, mostra uma realidade bem diferente de poucos anos atrás, quando o Estado ocupava os últimos lugares nos rankings da violência no País.

Empresária Patrícia Rodrigues se solidariza com as vítimas da Covid-19
A empresária Patrícia Rodrigues (foto), diretora da TV A SET, em parceria com o jornal Diário de Aparecida, se solidariza com os familiares das vítimas da Covid-19 em Aparecida de Goiânia e em todo o Brasil. Ao mesmo tempo, ela presta suas condolências à família Mendanha pela morte de Léo Mendanha. “Com fé e perseverança iremos superar toda essa situação e, juntos, vamos recuperar o Brasil.”

RESUMO

O deputado Henrique Arantes (MDB) já colheu oito assinaturas na PEC de extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (PTCM). Para apresentar a proposta em plenário na Alego, precisa do apoio de 14 parlamentares.

O deputado federal Elias Vaz (PSB) pediu ao Ministério Público Federal que abra inquérito civil público para investigar a entrega de menos doses do que a prevista de vacinas contra a Covid-19 a Estados e municípios.

Senador Vanderlan Cardoso (PSD) está empenhado em que o Congresso aprove autorização para que empresas possam adquirir vacinas para imunizar funcionários e transferir 50% ao SUS.

O ex-presidente do Vila Nova Paulo Diniz (foto), 71 anos, faleceu devido a complicações promovidas pela Covid-19. Diniz estava intubado em um leito de UTI de hospital situado em Goiânia. Paulo Diniz foi, por duas vezes, presidente executivo e do Conselho Deliberativo do Vila Nova. Diniz presidiu o Vila Nova entre 2002 e 2005.

Compartilhe este post: