Sábado, 08 de Maio de 2021
08 de Maio de 2021
Publicidade

“Libertamos Goiás das máfias”, diz Caiado ao avaliar trabalho da polícia

O governador Ronaldo Caiado, acompanhado do secretário de Segurança Pública do Estado, Rodney Miranda, empossou nesta quinta-feira, 11, os novos dirigentes das Polícias Civil e Penal, bem como o novo subsecretário, o superintendente de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado e o chefe de gabinete, todos no âmbito da SSP-GO. 

Caiado lembrou que recebeu o Estado degradado do ponto de vista fiscal e moral e reconheceu que as forças de segurança do Estado ajudaram na governabilidade. “A população de Goiás tem orgulho da sua Polícia Militar, Penal, Civil, Técnico-Científica e Corpo de Bombeiros”, disse durante solenidade realizada no Palácio das Esmeraldas. “Minhas palavras são de agradecimento”, acrescentou.

O governador garantiu que propicia “toda liberdade para desmontar as máfias que haviam sido criadas” em Goiás. “No final de dois anos temos algo a mostrar: aquilo que era o maior índice de violência passou a patamares que nenhum outro Estado desfruta”, alegou. Caiado também destacou a parceria com o Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). “Tivemos coragem de enfrentar todas as situações para desvendar as maiores estruturas de corrupção de Goiás”. 

Caiado ainda reforçou aos empossados que o papel daqueles que ocupam cargos públicos é o de ter os olhos voltados aos que estão desprotegidos. “Temos que ter sempre a determinação de honrar o cargo que ocupamos”, defendeu. O governador ressaltou que, em Goiás, não existe monopólio de cargos. “Não podemos, nós, encastelarmos nos nossos cargos achando que eles são maiores do que a demanda do cidadão”, sublinhou. “O Estado é patrimônio da população. Cada um de nós deve redobrar as ações no combate à criminalidade, à corrupção e aos desvios”, pontuou. 

“Na atual gestão, segurança pública  não é despesa e, sim, investimento”

O secretário de Segurança Pública Rodney Miranda também falou na posse do novo comando da Polícia Civil e enalteceu a vasta experiência dos profissionais que tomaram posse nos novos cargos. Segundo o titular da SSP-GO, “todos que estão mudando de função deixam um desempenho muito alto”. Porém, ele garantiu que acredita no empenho da equipe e que “todos que estão chegando vão superar”. “Estamos fazendo uma reoxigenação para cumprir com competência essa trajetória”, disse. O secretário ressaltou que, na atual gestão, segurança pública não é vista como despesa. “É investimento na qualidade de vida da população.” 

Alexandre Pinto Lourenço, novo delegado-geral da Polícia Civil, reconheceu que assume uma polícia estruturada e organizada. “A Secretaria de Segurança Pública alcançou um patamar de investigação que poucas polícias têm no país”, defendeu. Lourenço garantiu que vai continuar com o compromisso de combater a corrupção e “levar condição de vida melhor para cada cidadão.” 

O novo diretor-geral de Administração Penitenciária (DGAP), tenente-coronel Franz Augusto Marlus Rasmussen Rodrigues, assume no lugar do coronel Agnaldo Augusto da Cruz. Rasmussen defendeu um trabalho de continuidade. Segundo ele, as ações na segunda maior polícia do Estado, que conta com mais de 4 mil homens, terão “foco na valorização do policial penal, na reestruturação da DGAP, e na organização do sistema penitenciário do Estado de Goiás”. 

Agnaldo Augusto da Cruz foi empossado como subsecretário de Estado de Segurança Pública. O delegado Odair José Soares assumiu a superintendência de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado. Já a chefia de gabinete da Secretaria de Estado de Segurança Pública será ocupada pelo delegado da Polícia Federal Geraldo Scarpellini.

Ra Redação

Compartilhe este post: