Cidades

Linhões de Aparecida: Obras do Governo de Goiás seguem demandas

Linhões Central e Sul vão beneficiar 83 bairros do município

Da Redação

Aparecida de Goiânia está no rol de prioridades do Governo de Goiás quando assunto é água tratada. Desde que o governador Ronaldo Caiado assumiu o Estado, no ano passado, tem reforçado que a prioridade é atender aos anseios do cidadão e garantir o pleno acesso às necessidades essenciais. Sob essa perspectiva, a Saneago realiza importantes obras que vão assegurar o fornecimento ininterrupto de água, resolvendo um problema antigo da cidade.

Uma das demandas mais expressivas é a construção dos Linhões Central e Sul, lançada em janeiro. O objetivo é levar a água tratada do Sistema Mauro Borges, em Goiânia, para abastecer 83 bairros de Aparecida de Goiânia. Atualmente o canteiro de obras segue funcionando mesmo em meio à pandemia, seguindo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19. “A vida toda essa obra foi cantada em versos e prosas [pelas gestões anteriores] e nunca aconteceu. A região de Aparecida sempre sofreu, mas isso vai acabar”, assegura Caiado.

O complexo de adutoras, que é construído pela Saneago, tem investimento de R$ 73,8 milhões. Quando concluídos, os Linhões Central e Sul vão acabar com as dificuldades que o município enfrenta durante o período de estiagem, como improvisar poços artesianos para levar água a escolas e postos de saúde. Na ocasião em que a ordem de serviço foi assinada, o prefeito Gustavo Mendanha classificou o ato como a “notícia do ano”, por representar uma solução definitiva ao desabastecimento.

Equipes da Saneago também realizam outras ações pontuais em Aparecida de Goiânia, como reforço de produção e melhorias operacionais. Entre os destaques está a ampliação da oferta de água tratada para os bairros Independência, Pontal Sul, Parque Ibirapuera e Jardim Esplanada. Também houve redução do índice de perdas de água, o que contribuiu com a eficiência do Sistema de Abastecimento de Água (SAA), e o aumento da reservação, graças à construção de um reservatório de 2 milhões de litros na região do Setor Independência Mansões II.

Gustavo Martins

Estagiário supervisionado pelo editor Jorge Borges

Arquivos relacionados