Terça, 21 de Setembro de 2021
21 de Setembro de 2021
Publicidade

Marconi e Mabel empurram Gustavo para o “matadouro”

Helton Lenine 

Vanderlan Cardoso (PSD) e Daniel Vilela (MDB) não querem enfrentar Ronaldo Caiado nas eleições de 2022, mas Gustavo Mendanha (MDB/foto) tem aceitado os “aconselhamentos” do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) e do ex-deputado e presidente da Fieg, Sandro Mabel, para entrar na disputa pelo governo de Goiás.

Sem confiança
Uma das preocupações de Gustavo Mendanha sobre uma renúncia ao cargo de prefeito de Aparecida de Goiânia praticamente no início do segundo mandato é a falta de confiança no seu vice, Vilmar Mariano.

Sinal amarelo
A pesquisa Datafolha, que aponta Luiz Inácio Lula da Silva à frente de Jair Bolsonaro na corrida presidencial, acendeu o sinal amarelo no Palácio do Planalto.

Só isso?
O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), autorizou a pavimentação de 30 ruas do Setor Retiro do Bosque, que fica na região leste do município.

Pressão
Nilo Resende deixa claro que foi pressionado por colegas conselheiros e servidores do TCM para requerer aposentadoria voluntária. Seu gesto pode salvar o tribunal de extinção.

Rejeição
Com a provável indicação de Humberto Aidar para o cargo de conselheiro do TCM, a PEC que extingue o órgão deverá ser arquivada ou rejeitada pelo plenário da CCJ da Assembleia Legislativa.

Mosca azul
O Paço Municipal e o Republicanos incentivam Valéria Pettersen a disputar mandato de deputada estadual nas eleições de 2022. Ela ainda é do MDB.

Viúvas
Os 21 emedebistas que deixaram os cargos na Prefeitura de Goiânia, atendendo pedido de Daniel Vilela, seguem na “rua da amargura”, ou seja, sem cargos públicos.

Nome certo
A empresária Flávia Teles, viúva de Maguito Vilela, pensa seriamente no convite do MDB para concorrer ao mandato à Assembleia Legislativa no pleito do ano que vem. Ela teria votos em Goiânia, Aparecida e Jataí, principalmente.

Sem luz
Senador Ciro Nogueira não sinalizou nem positiva nem negativamente sobre mudança no comando do Progressistas em Goiás, o que deixa o deputado federal Professor Alcides sem definição sobre o seu futuro partidário.

Sem diálogo
Alexandre Baldy, presidente do Progressistas de Goiás, e Professor Alcides se atritaram por conta da formação do partido em diversos municípios goianos.

Privilégio
Alexandre Baldy protege o seu afilhado político – o deputado federal Adriano do Baldy – na formação das comissões provisórias do Progressistas em Goiás.

Apenas dois
Quem circula pela Cidade Administrativa percebe que apenas dois nomes terão respaldo de Gustavo Mendanha para a disputa por vaga à Assembleia Legislativa ano que vem: Max Menezes (MDB) e Marlúcio Pereira (Republicanos).

Paulo Cezar quer enfrentar Daniel na convenção do MDB
O deputado Paulo Cezar Martins (foto) quer disputar a presidência estadual do MDB com Daniel Vilela, atual dirigente do partido. Ainda não tem data definida para a convenção que vai renovar o diretório. Ele defende candidatura própria do MDB a governador e a senador nas eleições de 2022.

RESUMO

Após quatro meses de gestão, Gustavo Mendanha não conseguiu ainda conter a “fome” de dirigentes de partidos e vereadores por cargos no 2º, 3º e 4º escalões da Prefeitura de Aparecida de Goiânia.

Só para lembrar: dos 25 vereadores aparecidenses, nenhum faz oposição ao Governo Mendanha. No primeiro mandato, apenas Manoel Nascimento (DEM) era adversário de Mendanha.

Lincoln Tejota assegura que a delegada de polícia e ex-vereadora Cybelle Tristão vai disputar, pelo Cidadania, mandato de deputada estadual em 2022.

Ronaldo Caiado vai conversar com Márcia Caldas (Avante/foto) e Carol Araújo (DEM) para saber quais são os seus projetos para as eleições de 2022. Elas formaram chapa à Prefeitura de Aparecida de Goiânia nas eleições do ano passado. Márcia pode concorrer à Câmara Federal e Carol, à Assembleia Legislativa.

Compartilhe este post: